OLHE QUE NÃO

olhequenao.wordpress.com

Archive for the ‘*’ Category

SEM-VERGONHICE SEMÂNTICA

Posted by * em 22/02/2015

          Este governo adora enfeitar a sua sem-vergonhice ideológica com a sem-vergonhice semântica. Desemprego é “oportunidade”; os professores obrigados a fazer a PACCóvia prova que desprestigia as universidades portuguesas deverão ver nisso um “direito”; os trabalhadores que vão para a antecâmara do despedimento devem estar agradecidos por essa possibilidades de, através da “requalificação”, poderem em breve “usufruir” de uma vida de “oportunidades”; o subserviente ataque à Grécia foi uma ajuda “construtiva” para os gregos poderem vergar-se às condições expoliadoras do imperialismo. Na linguagem sem-vergonha isto é dito assim: “Portugal esteve como todos os outros países que compõem o Eurogrupo com uma posição CONSTRUTIVA procurando QUE FOSSE POSSÍVEL ao Governo grego pedir uma extensão não apenas do empréstimo que tem vigorado, MAS TAMBÉM DAS CONDIÇÕES QUE LHE ESTÃO ASSOCIADAS”. Este governo daria um bom capanga de gang mafiosa: proporia, de modo “construtivo” (com outros capangas e em nome dos chefões) “proteção” às vítimas, procurando que lhes fosse possível, simultâneamente, aceitar e até “pedir” as “condições que lhe estão associadas”.
Este governo mete nojo!

Posted in * | Leave a Comment »

ASSIM VAI O GOVERNO PAPOCA: “DIGNIDADE? DIGNIDADE? O QUE É ISSO???”

Posted by * em 19/02/2015

Mesmo quando Junker reconhece que feriu a dignidade dos portugueses (eufemismo para limpar as mãos à parede e ensaiar novas artimanhas) os indignos do governo PAPOCA ou seja, os que adoram ficar de cócoras (PAssos do (P)artido (S)em (D)ignidade, a salazarenta POrtinhas do Partido dos Pês e o rei da banalidade CA-Vácuo) continuam sem perceber: “dignidade? Dignidade? O que é isso???”
image

Posted in * | Leave a Comment »

TAMBÉM GREGO, OBVIAMENTE!

Posted by * em 17/02/2015

image

Posted in * | Leave a Comment »

SKINHEAD MULATO

Posted by * em 13/02/2015

O (des)governo português (caVácuo incluído), ao fazer tudo por fomentar o ódio contra a Grécia parece um skinhead mulato que atacasse os negros e defendesse a supremacia ariana, repetindo insessantemente: “é que eu não sou negro! É que eu não sou negro!”…

Posted in * | Leave a Comment »

DESEMPREGO E SUICÍDIOS

Posted by * em 11/02/2015

Ver em:
http://lifestyle.sapo.pt/saude/noticias-saude/artigos/desemprego-provoca-45-000-suicidios-por-ano

Posted in * | Leave a Comment »

DA VACUIDADE E DA FALTA DE VERGONHA

Posted by * em 11/02/2015

Da vacuidade à falta de vergonha, da falta de vergonha à vacuidade (com incursões pelo imaginado sorriso do gado ca-vacum): assim vai o vácuo amanuense caVácuo, o Américo Thomaz contemporâneo, o mister Chance/ mister Gardener português (do filme “Being there“), o rei da banalidade e da falta de vergonha… e esse tipo pretende não menos do que representar Portugal e os portugueses…

Posted in * | Leave a Comment »

MUITO GOSTAM OS REACIONÁRIOS DE DISTORCER O SIGNIFICADO DAS PALAVRAS

Posted by * em 07/02/2015

Eis alguns exemplos de termos cujo significado foi distorcido pelos reacionários, por não gostarem do significado anteriormente estabelecido:

Idealismo
Mais-valia
Materialismo
Radical

O “novo significado” é, invariavelmente, mais superficial e facilmente manipulável ideologicamente na permanente luta da burguesia para estupidificar a humanidade. Devido a estas distorções, pode-se, caso não se perceba o significado que está a ser atribuído aos termos, entender algo bastante diferente do que está em causa.

Posted in * | Leave a Comment »

ESTE GOVERNO RESPONDERÁ PELAS MORTES PROVOCADAS?

Posted by * em 04/02/2015

Responderá algum dia este governo pelas mortes que a sua “governação” já provocou?

Posted in * | Leave a Comment »

MARX ACTUAL

Posted by * em 01/02/2015

“A única parte da assim chamada riqueza nacional que realmente entra na posse coletiva dos povos modernos é — sua dívida de Estado.Daí ser totalmente conseqüente a doutrina moderna de que um povo torna-se tanto mais rico quanto mais se endivida. O crédito público torna-se o credo do capital. E com o surgimento do endividamento do Estado, o lugar do pecado contra o Espírito Santo, para o qual não há perdão, é ocupado pela falta de fé na dívida do Estado”
Marx, O Capital, livro 1, vol. 3

Posted in * | Leave a Comment »

MUKANDA PARA O MEU FILHO

Posted by * em 28/01/2015

Filho, não confies nos exploradores e nas suas velhas artimanhas:

– Não confies em quem negar a possibilidade do conhecimento, negar a capacidade que o ser humano tem de conhecer a realidade;

– Não confies em quem defender que nunca se pode saber a diferença entre o verdadeiro e falso;

– Não confies em quem disser que não se pode ter certeza de nada;

– Não confies em quem disser que não se pode saber nada do futuro e que apenas podemos aceitar (de modo submisso) “o que o futuro nos reserva”;

– Não confies em quem disser que não se pode nem se deve querer mudar o mundo, em quem disser que temos de aceitar as injustiças “porque o mundo é assim”. O mundo tem mudado porque houve gente que não seguiu essas “recomendações” reacionárias;

– Não confies em quem disser que devemos viver apenas o presente (não confies nos que repetem, de modo egoísta e pouco inteligente, “carpe diem“. Na verdade, o ser humano é capaz de mais, ele tem a capacidade de viver simultaneamente o passado, presente e futuro, ele vive a linha do tempo como um todo);

– Não confies em quem disser que a realidade é a interpretação que fazemos dela (eles querem que abdiquemos de conhecer e transformar a realidade objetiva);

– Não confies em quem falar abstratamente (em “autonomia” em geral, em “liberdade” em geral, em “poder” em geral, em “partidos” em geral, em “políticos” em geral, etc), em quem, por exemplo, disser apenas “eu sou a favor da liberdade” (sem especificar de que liberdade está a falar, liberdade de quem, quando e onde, liberdade para fazer o quê);

– Não confies nos betinhos, tias, “reis”, “rainhas”, “príncipes”, “princesas” e outros parasitas sociais;

– Não confies em quem disser “carreira” quando falar do seu percurso profissional ou académico. Desconfia de gente que fala de “ter sucesso na vida”, que usa expressões como “eu mandei fazer aquilo”, etc. O uso da linguagem revela muito da personalidade das pessoas;

– Desconfia das pessoas que mudam de tratamento quando falam com determinado tipo de pessoas. Desconfia, por exemplo, das pessoas que tratam os funcionários de empresas ou os empregados dos cafés por “tu” e as pessoas que consideram iguais ou superiores a elas por “você”;

– Não confies em quem se rir dos pobres e explorados, em quem fizer piadas acerca da pobreza e do que é ser pobre;

– Não confies em quem gostar muito de usar ouro e outras demonstrações de ostentação social;

– Não confies nos que asseguram “sentir muita pena” dos pobres mas apoiam quem os explora;

– Não confies nos que te quiserem fazer crer que só serás boa pessoa se acreditares no sobrenatural e no obscurantismo religioso;

– Não confies nos que te quiserem convencer de que para “teres sentimentos” tens de abdicar da razão, em quem quiser contrapor a emoção à inteligência, o “coração” à razão;

– Não confies em quem criticar os sindicatos, eles são um instrumento imprescindível dos trabalhadores contra a exploração;

– Não confies em quem disser que os políticos são “todos iguais”. Só a direita diz isso;

– Não confies em quem criticar os partidos progressistas, com o argumento de que os partidos também seriam supostamente “todos iguais”;

– Não confies nas pessoas que dizem ser “apolíticas”. Se a pessoa não for indiferente às injustiças e à exploração, nunca poderá dizer-se “apolítica”. Só se dizem “apolíticas” as pessoas que concordam e apoiam a exploração e os exploradores;

– Não confies em quem disser que deves ser “imparcial” em relação às injustiças. Deves ser justo e verdadeiro, não imparcial (a suposta imparcialidade é apenas parcialidade camuflada e hipócrita);

– Não confies em quem disser que já não há direita e esquerda (quem diz isso é, invariavelmente, de direita);

– Não confies em quem disser que o mundo mudou tanto que agora já não se pode falar em trabalhadores e burguesia, em classes sociais;

– Não confies em quem chama de “classe social” a todo e qualquer grupo social (eles querem semear a confusão);

– Não confies em quem disser que o mundo mudou tanto que agora já não se pode falar em trabalho e não-trabalho, em exploração, etc.

Não confies neles, filho.

Não confies nos exploradores e nas suas velhas artimanhas.

Posted in * | Leave a Comment »

SERÁ QUE NUNO CRATO SERÁ FINALMENTE INVESTIGADO EM 2015?

Posted by * em 27/01/2015

Será que Nuno cRato será finalmente investigado pelos “ajustes diretos” de milhões de euros com, por exemplo, as empresas que fornecem alimentação às escolas? E pelas suas estranhas relações com companhias aéreas, pelos seus múltiplos e estranhos gastos e as suas ligações pouco claras a interesses económicos vários? Será? Ou será que a focagem em Sócrates serve de distração catártica para que não se investigue mais nada em relação aos outros “businessmen”?

Obs.: o businessman cRato deu a entender que na PACC houve professores a cometerem 20 erros numa frase! Frase populista, a piscar o olho aos ignorantes que exigem que se bata mais nos professores e demais intelectuais (é interessante verificar que são os menos inteligentes, os menos cultos, os mais afastados da educação que constituem o público predileto e o inestimável apoio deste businessman que fala de qualidade e rigor na educação). E pois, o businessman cRato deu a entender que na PACC houve professores a cometerem 20 erros numa frase! Disse… mas não apresentou nenhuma prova de que não era mais uma das suas recorrentes mentiras! Acho sinceramente que mentiu, mais uma vez! Afinal, como acreditar num tipo que tem revelado, de modo continuado, não ser mais do que um reles mentiroso?

Posted in * | Leave a Comment »

A MENTIRA COMO OBRIGAÇÃO PROFISSIONAL

Posted by * em 26/01/2015

Sou comunista e não “Syriziano” mas há que dizer: uma evidência de que a maioria dos jornalistas portugueses é, pura e simplesmente, lixo ideológico, reside no facto de continuarem a chamar o Syriza de “extrema-esquerda”, apesar de saberem que estão a mentir! Obviamente, o Syriza é um partido social-democrata moderado, ideologicamente próximo do Livre de Rui Tavares e do Bloco de Esquerda (e isto apesar da palavrinha “radical” no nome. O uso da palavra “radical” no nome do Syriza quer referir o “ir à raíz”, “ir às causas”, “consequente” e não, obviamente, ser “extremista”. “Radical” é antónimo de “superficial”. Só alguém muito muito estúpido poderia achar que a palavra “radical” no nome do Syriza significaria “extremista”, como se algum partido daquele tipo fosse chamar-se a si próprio “partido extremista”. Os jornalistas-capacho são esse alguém). Claro que o Syriza não é de um partido extremista. No entanto, para a burguesia neoliberal, o seu governo de Passos-Portas (que, como se sabe, adoram ficar de cócoras) e os servos ideológicos que dão pelo nome de jornalistas qualquer posição que não seja inteiramente neoliberal é, no mínimo, diabólica! Os jornalistas burgueses (como o fascistóide apologeta militante dos preconceitos mais superficiais do senso comum da direita José Rodrigues dos Santos) que tentam repetidamente fazer as pessoas acreditarem que se trata de um partido de extrema-esquerda são meros pau-mandados desavergonhados, sem profissionalismo, sem rigor e sem dignidade… não valem a ponta de um corno!

Posted in * | Leave a Comment »

É NATURAL…

Posted by * em 02/01/2015

Quando tentei entrar no site da Segurança Social Direta, apareceu isto. É natural, ou não fosse o detentor da pasta do PP…

🙂

Seg Social Direta

Posted in * | Leave a Comment »

TAP: TRAVAR A PRIVATIZAÇÃO

Posted by * em 01/01/2015

Travar A Privatização

Posted in * | Leave a Comment »

QUALQUER PESSOA DIGNA DEVE ODIAR PROFUNDAMENTE ESTE GOVERNO

Posted by * em 21/11/2014

Pelo extremo, imenso, lancinante sofrimento que causaram, causam e continuarão a causar se não forem travados; pela destruição que provocaram, provocam e continuarão a provocar se não forem varridos; pela pequenez humana que são e que querem estender aos demais; pela sistemática e deliberada promoção do que há de pior, de mais abjecto na sociedade; pelo seu imenso desprezo por tudo o que seja minimamente progressista; pelo seu carácter bandidesco… por tudo isto e muito mais, uma pessoa não é digna se não odiar profundamente este governo e quem o apoia. Podemos juntar na mesma frase “dignidade” e “ódio”? Em certos casos, sim. Será, por exemplo, digno quem apoiar ou for indiferente em relação à escravização de um ser humano por outro? Será digno quem não considerar monstruosa a escravidão, quem não odiar profundamente a escravatura e quem a apoia e/ou pratica deliberada e impunemente?

Posted in * | 1 Comment »

O OBJETIVO DOS CURSOS PROFISSIONAIS

Posted by * em 08/11/2014

A prepotente “exigência” da MerDel alemã de diminuir a quantidade de licenciados através do aumento dos cursos profissionais deixou clara uma coisa que se tem tentado esconder em Portugal: neste século XXI, os cursos profissionais têm como principal objetivo fazer diminuir o número de licenciados, desincentivar os alunos a ir para a Universidade (numa época em que ter apenas uma habilitação pré-universitária equivale a não ter mais do que um nível básico de estudos).

Posted in * | Leave a Comment »

JOÃO MIGUEL TAVARES: UM RATO A FUGIR DE cRATOS

Posted by * em 10/10/2014

Tanto os ratos embarcadiços como os Bel-amis que estão dispostos a tudo para fazer carreira na capital (seguindo a sacrossanta regra de sempre apoiar quem estiver com as rédeas na mão) têm uma lendária capacidade de rapidamente fugir de navios a naufragar. João Miguel Tavares não é excepção. Ele até apoia bandidos… mas desde que estes sejam minimamente hábeis, eficientes, desde que os bandidos mantenham “um nível mínimo de competência na execução das políticas“. Ele até está disposto a tecer loas à bandidagem… mas somente se esta se mostrar eficaz e for uma aposta segura. Porém, se os bandidos começarem a cambalear, se o poder (κράτος) cujos pés ele ternamente beija começar a claudicar, este Bel-ami extremamente vaidoso, invejoso e provocador, este oportunista Relvas da comunicação social, não pensa duas vezes (é que a vida anda cara): “há que elogiar outros patrões, que com estes não vou longe”.

Posted in * | Leave a Comment »

NOVO ERRO?

Posted by * em 05/10/2014

Ver em:
http://correntes.blogs.sapo.pt/ha-erro-na-nova-formula-da-bce-2090370

Aliás, um outro absurdo que já referi neste bolg tem a ver com o facto de haver um diferencial na facilidade de progressão em cada uma das “metades”: algumas horas da “formação” certa podem acabar por valer dez, vinte ou mais anos de ensino com boas avaliações… embora não exijam o mesmo trabalho e entrega. É como se a graduação avançasse passo a passo e os subcritérios (cunhas) avançassem em grandes e suspeitos pulos.

O cratino tenta institucionalizar a cunha, dar um fingido ar de “organização” à arbitrariedade que criou, fazer de conta que há rigor e seriedade no amiguismo e na rebaldaria que defende. Mas, como se vê, isso é infrutífero. Só há uma solução: uma lista graduada única. O resto é caos e cratinices!

Posted in * | Leave a Comment »

PINOCRATO

Posted by * em 04/10/2014

É um rato? É uma enguia? Não, é apenas um cratino mentiroso, é o PINOCRATO!

Posted in * | Leave a Comment »

AFINAL, ERA POSSÍVEL

Posted by * em 29/09/2014

Depois do completo desastre que foi o businessman David Injustino no Ministério da (Des)Educação, com as muitas e inenarráveis malfeitorias e trapalhadas (quem não se lembra do caos de 2004?) pensou-se, naturalmente, que não seria possível aparecer pior ou sequer igual ministro da (Des)Educação. Nunca, jamais, poderia aparecer outra porcaria pior ou sequer igual. Mas, depois da comédia Maria do Carmo Seabra, eis que apareceram a prevaricadora Maria de Lurdes Rodrigues e este outro businessman Cratino para provarem que, se realmente não era possível pior do que o péssimo, pelo menos era possível ser-se tão absurdamente desastroso como o outro. Pois é… nunca digas nunca, diz o povo! Pelos vistos, o sr. Malvadez-Arrogância-Incompetência David Injustino voltou, agora sob outro nome, a ser ministro da educação!

Posted in * | 1 Comment »

O ministro PACCóvio

Posted by * em 21/07/2014

Quem será o tal ministro neoliberal, com tiques fascistas, que já é conhecido como “o ministro PACCóvio”?

Resposta:

sim, é esse em quem você está a pensar neste momento!

🙂

Posted in * | Leave a Comment »

JORNALISMO DE QUALIDADE

Posted by * em 18/07/2014

Isto é que é jornalismo de qualidade: sempre de cócoras, a cumprir as ordens dos donos. No jornal Público online de hoje, aparece a notícia segundo a qual os “separatistas pró-Rússia” (quer dizer, segundo o jornal nos “ensina”, seriam apenas “separatistas” e não lutadores contra a opressão e pela liberdade do seu povo, seriam meros “separatistas pró-Rússia”, que certamente defenderiam os interesses da Rússia e não os do seu próprio povo) não teriam permitido o acesso da equipa de inspectores da OSCE aos destroços do avião MH17 da Malaysia Airlines no Leste da Ucrânia. E, para ilustrar este “impedimento”, colocam uma foto de, pasmem, um inspector da OSCE a… dialogar com um “militante separatista” em frente aos mesmíssimos destroços aos quais os inspectores não teriam acesso. Realmente os jornalistas vendidos conseguem escrever o contrário do que até as fotos que usam evidenciam. Talvez porque o capital “não permita o acesso” dos jornalistas ao seu próprio encéfalo enquanto reproduzem as notícias importadas. Seguem à risca a Décima terceira regra dos “Exercícios Espirituais” de Inácio de Loiola, segundo a qual “devemos manter [o princípio] de crer que o branco que eu vejo é preto, se a Igreja Hierárquica (ou o Capital, dir-se-ia hoje) assim o determinar”.

A razão para que esta contradição entre notícias e factos consiga parecer verossímil tem uma certa explicação: é que por mais que se permita que os inspetores tenham acesso ao terreno, o imperialismo só consideraria que realmente “teve acesso” se lhe entregassem, ao imperialismo, todo o território e todo o seu poder.

O imperialismo parece um convidado que só considera que foi verdadeiramente convidado para nos visitar se lhe dermos o direito de queimar os nossos livros e defecar na nossa sala. Como isso não lhe permitimos, continuará a dizer que não foi convidado, que não teve pleno acesso.

Público - Inspector OSCE 1

Público - Inspector OSCE 2

http://www.publico.pt/mundo/noticia/sob-suspeita-separatistas-prorussia-impedem-acesso-ao-local-dos-destrocos-1663506

Obs.: este post diz respeito apenas à notícia referida e não, claro está, à questão da autoria do derrube do avião (sobre a qual não especularemos).

.

.

Posted in * | Leave a Comment »

MENSAGEM DO DIA

Posted by * em 11/07/2014

Mensagem do dia aos de-votos tótós da direita (PS incluído):

Nunca vos esqueçais, filhos meus, do sagrado princípio da subserviência aos poderes instituídos. Como já dizia Inácio de Loyola, “podemos estar convencidos de que tudo vai bem quando o superior assim ordena. Mesmo se Deus vos desse um animal irracional como senhor, não devíeis hesitar em obedecê-lo como sendo mestre e guia, porque Deus assim ordenou”…

E não é que a realidade é tal que é mesmo como se um deus tivesse enviado vários e bastante irracionais potestades para que os de-votos tótós da direita pudessem provar a sua fé através da subserviência plena?

Posted in * | Leave a Comment »

VERGONHA

Posted by * em 04/07/2014

Ter um presidente tacanho, reaccionário e pouco dotado intelectualmente (seja em termos de conhecimentos como de capacidades) já não é novidade: quem não se lembra do ridículo Américo Tomás? Mas um vaidoso rei da banalidade, saudosista-dos tempos-da-outra-senhora, que afirma querer governar “acima dos portugueses”, que pensa que em português se diz “cidadões” e que nem sequer sabe qual é a escolaridade obrigatória em vigor no país? É obra!

Tal como os outros velhos abutres, também este gosta de soletrar, com ar grave, discursos vácuos que outros escreveram. Em dias de glorificação bélico-chauvinista, até finge bater no peito. No mesmo peito que não hesita em diariamente arrastar pelo chão dos donos do mundo, em busca de migalhas e escrementos. E como a qualquer desprezível abutre social (diria a grande Sophia) também a este “a podridão lhe agrada e seus discursos/ Têm o dom de tornar as almas mais pequenas”…

Não é uma vergonha que “isto” pretenda representar todo um país?

Posted in * | 1 Comment »

PRAXISMO NUNCA MAIS!!!

Posted by * em 21/06/2014

Por respeito pela tragédia do Meco, houve, da nossa parte, uma voluntária contenção em relação à abordagem da questão do patológico fenómeno de extrema-direita denominado “praxe”. Mas, depois de ver que muitos membros das próprias famílias das vítimas não se deram ao respeito e filmaram-se na televisão NÃO para, inequivoca e veementemente, exigir imediata justiça e prisão dos fascistas das praxes mas para alimentar audiências televisivas, há que dizer o seguinte:
1) Estas famílias (embora não apenas elas) foram grandemente responsáveis pela formação distorcida da idiota personalidade dos jovens que resultaram vítimas dos macabros rituais sado-masoquistas a que se dedicavam alegremente, rituais em que participavam com o intuito de aprenderem a exercer as mesmas maldades sobre outros;
2) A luta contra as praxes faz parte da luta contra todos os fenómenos de extrema-direita que crescem neste início de século;
3) Se é compreensivel que a extrema-direita apoie estas anti-humanas sádicas práticas, é triste, muito triste, que alguns jovens de organizações progressistas aceitem participar voluntariamente deste monstruoso mundo praxista.

Posted in * | Leave a Comment »

BERLUSCONIS LUSOS

Posted by * em 06/06/2014

O governo  Coelhone-Portinhas tem um comportamento tipicamente berlusconiano: problemas em cumprir o mínimo da própria lei burguesa e um constante ataque aos tribunais, como se fossem estes os culpados por o governo Coelhone-Portinhas nao cumprir a lei! E há gente que os apoia sem reservas, há toda uma claque de foras da lei, de Berlusconis, Alcapones, Paulos Malufs (o mafioso amigo do Relvas), etc.

Posted in * | Leave a Comment »

PUSHKIN (1799-1837)

Posted by * em 25/05/2014

.

К ЧААДАЕВУ

Любви, надежды, тихой славы

Недолго нежил нас обман,

Исчезли юные забавы,

Как сон, как утренний туман;

Но в нас горит еще желанье,

Под гнетом власти роковой

Нетерпеливою душой

Отчизны внемлем призыванье.

Мы ждем с томленьем упованья

Минуты вольности святой,

Как ждет любовник молодой

Минуты верного свиданья.

Пока свободою горим,

Пока сердца для чести живы,

Мой друг, отчизне посвятим

Души прекрасные порывы!

Товарищ, верь: взойдет она,

Звезда пленительного счастья,

Россия вспрянет ото сна,

И на обломках самовластья

Напишут наши имена!

 

 PARA TCHAADAYEV

Amor, esperança, glória serena

Pouco tempo nos aliciou o engano,

Findaram as diversões juvenis,

Como um sonho, como a névoa matinal;

Mas ainda em nós o desejo arde,

Sob o jugo do poder fatal

Alma impaciente

Apelo a zelar pela Pátria.

Esperamos, com lânguida esperança,

Os minutos da sagrada alforria,

Como espera o jovem amante

Os minutos do fiel encontro.

Enquanto pela liberdade ardemos,

Enquanto o coração pela honra vive,

Meu amigo, dediquemos à pátria

As rajadas sublimes da alma!

Camarada, crê: ela elevar-se-á,

A estrela da cativante felicidade,

A Rússia despertará do seu sono

E sobre as ruínas do despotismo

Os nossos nomes gravarão!

 

 

Posted in * | Leave a Comment »

MARAVILHOSA SUGESTÃO DO MEU FILHO :-)

Posted by * em 25/05/2014

THE LAST INTERNATIONALE: WORKERS OF THE WORLD – UNITE!

I come from East Virginia Where I was born In an old back shed My father moved us To new Orleans Where he was forced To use his hands Then late one night They took him away from us Because he learned To use his head My mother cried When the judge said “life” The union Was his only crime I’m still told to leave it All behind I spent my whole life on A picket line…. Screaming, Workers Unite Don’t give up the fight Workers of the world – unite. Unite! At my old age I’m still working as a slave The bosses work you To your grave They claim to be Like common folk They packed their bags When the levees broke For five long days I watched the waters rise I was forgotten And left to die I’ve got no country I’ve got no home Or no one To call my own I’m driftin’ back To East Virginia I’m going back to that ol’ Dark shed I remember What my father said When he was waiting On line for bread: screaming, Workers Unite Don’t give up the fight Workers of the world – unite. Unite!

Posted in *, Música | 1 Comment »

DA DESEDUCAÇÃO EM PORTUGAL

Posted by * em 21/05/2014

1) O que pensariam de um professor, de qualquer avaliador, que se recusasse a mostrar os enunciados das provas que usou para avaliar os alunos? Que não permitisse a ninguém ver os testes e exames que usou? Seria isto demonstração de rigor? Seria isto sequer legal? Pois bem, a Cambridge School, com quem um certo businessman que detém o papel de implodidor da escola pública portuguesa fez a negociata de colocar a escola pública à disposição (escolas, professores, etc.) para ganhar umas massas servindo-se da escola pública enquanto a ajuda a destruir, pode fazer isto na maior das impunidades. Os exames devem ser sempre publicados para escrutínio geral, em alguns países até são publicados em jornais e não só na internet. Mas os amiguinhos do cRato nem deixaram sequer que os próprios professores avaliadores de inglês ficassem com um exemplar. Afinal, o “segredo é a alma do negócio”.

2) O que fazem os países europeus que não aplicam as teorias retrógradas salazarentas que não consideram que seja através de autoritarismo, decorebas e exames precoces que se melhora a qualidade do ensino? Educam e protegem as suas crianças de tenra idade e fazem-nas ser ensinadas, educadas e avaliadas pelos professores que as conhecem bem, que as ensinam, educam e motivam sem stresses e sem terapias de choque. O que faz um crápula, que mais parece um daqueles pais energúmenos que acham que se o filho de tenra idade não estuda isto seria apenas “falta de porrada”? Esse malcheiroso tentaria implementar uma educação autoritária, obrigaria as crianças a terapias de choque e a exames precoces, a contrapelo de toda e qualquer pedagogia minimamente avançada.

3) O que faria qualquer pessoa de bem e minimamente inteligente que quisesse avaliar as pedagogias não-diretivas? Faria uma avaliação minimamente dialética, mostrando que as pedagogias não-diretivas enfermam de um menosprezo pouco consistente em relação ao necessário papel do professor e da lecionação dos conteúdos, que utopicamente absolutizam a autonomia dos alunos e a entendem como algo já dado (e não como uma construção paulatina da autonomia) mas…fá-lo-iam sem negar a importância da construção paulatina da autonomia, sem cair na dicotomia educação autoritária/educação não diretiva. O que faz um salazarento que mais parece um fanático de madraça taliban? Para este, o ideal é a porrada psicológica, é mostrar aos catraios que têm de tremer de pânico perante os estudos, é…porrada psicológica e decoreba, obrigá-los a decorar” e repetir mantras. Perante a dicotomia que as pedagogias não-diretivas não superam, a tal dicotomia educação autoritária/educação não diretiva, o salazarento apenas escolhe o outro polo da dicotomia, o polo da educação autoritária.

4) O que faria qualquer pessoa de bem e minimamente inteligente que quisesse avaliar a importância de Rousseau na história da pedagogia? Estudaria a fundo e globalmente as ideias do filósofo e separaria dialeticamente o trigo do joio, mostrando que, apesar das contradições de Rousseau e dele estar na origem de muitas ideias utópicas caras às pedagogias da não-diretividade, deu um inegável e importantíssimo contributo histórico para a teoria da pedagogia, ao mostrar, por exemplo, a importância da compreensão da especificidade das faixas etárias, das razões da  motivação e da autonomia (apesar de Rousseau, tal como as pedagogias não-diretivas, não ver essa autonomia enquanto construção na qual o papel do professor e a lecionação de conteúdos, a par do desenvolvimento de competências, é de fundamental relevância). O que faz um salazarento-americanizado, apenas capaz de dicotomias maniqueístas? Recolhe umas quantas ideias de uns quantos amigos businessmen-americanos-metidos-no-negócio-da-educação e, sem conhecer Rousseau para além do que sobre ele leu e copiou à pressa a partir de dicionários temáticos e a partir dos textos vomitados pelos gurus businessmen-americanos-metidos-no-negócio-da-educação, cose o que copiou num texto de estudante pouco conhecedor, num texto risível em que a unilateralidade predomina e, munido dessa gosma superficial tenta atirar Rousseau total e globalmente para o lixo. Sem sequer compreender minimamente o filósofo criticado! A gosma salazarento-americanizada foi, como sabem, um livrinho deplorável e maniqueísta acerca do “eduquês”, um excremento que fez as delícias de outros salazarentos igualmente ignorantes, superficiais e adoradores de business-na-área-da-educação. Mais valia ter continuado a copiar, de manuais ou da internet, alguns dos milhares de exemplos de aplicação da matemática ao quotidiano e reuni-los em livros de popularização da matemática. Pelo menos isso tinha alguma utilidade que se visse. Agora… aventurar-se na teoria da pedagogia e na filosofia? Nããã, isso já não está ao alcance de businessmen-copiadores, lamentamos.

E esse tipo e o seu bando têm nas mãos o rumo da educação em Portugal…

Posted in *, Educação | 3 Comments »

JÁ FALTA POUCO…

Posted by * em 27/04/2014

Cartaz II Marx em Maio

http://marxemmaio.wordpress.com

 

Posted in * | Leave a Comment »

MEGABURRICE

Posted by * em 18/04/2014

Na Ucrânia foi demonstrada uma burrice que ficará nos anais da história: trocaram uma máfia por outra máfia pior e ainda tiveram de pagar um preço elevadíssimo por essa “troca” idiota… perdendo direitos sociais, parte do território e provocando guerras sociais que podem levar a grandes banhos de sangue. É obra! Poucas vezes a burrice teve um preço tão alto… O imperialismo agradece a burrice e procura amealhar o que pode com a destruição provocada.

Posted in * | Leave a Comment »

UM SIMPLES RECADO…

Posted by * em 24/03/2014

… to my son 🙂

The Messenger

When you feel you’re alone
Cut off from this cruel world
Your instincts telling you to run
Listen to your heart
Those angel voices
They’ll sing to you / they’ll be your guide back home

When life leaves us blind
Love keeps us kind
It keeps us kind

When you’ve suffered enough
And your spirit is breaking
You’re growing desperate from the fight
Remember you’re loved and you always will be
This melody will bring you right back home

When life leaves us blind
Love keeps us kind
When life leaves us blind
Love keeps us kind
It keeps us kind

Posted in * | Leave a Comment »

O REI DA BANALIDADE ATACA NOVAMENTE

Posted by * em 11/03/2014

É tiro e queda: o Cavaco, rei da banalidade, ou diz lapalissadas… ou sai besteira! O amanuense é tão inteligente que até refere a sua fidelidade ao putativo “princípio da alternância”, sem perceber que as referências à “alternância” são geralmente feitas em tom pejorativo: fala-se da “alternância” de uns poucos e mesmos partidos no poder quando se quer indicar que não existem verdadeiras alternativas. O tipo nem isso percebe, nem percebe em que sentido se fala de “alternância”. Tadinho…

Posted in * | Leave a Comment »

A MESMA VELHA HISTÓRIA

Posted by * em 04/03/2014

ImagemAcerca da situação na Ucrânia e a tomada do poder por forças extremamente reacionárias há que (mesmo procurando evitar cair em maniqueísmos redutores, até porque as divergências na Ucrânia resultam, em grande medida, de diferentes interesses burgueses mafiosos em jogo) reconhecer, por uma questão de honestidade, alguns pontos:

1) embora burgueses, os diferentes interesses em jogo têm significados históricos distintos;

2) a burguesia ocidental só exige respeito pelo resultado de eleições quando são eles a ganhar as eleições. Quando os resultados eleitorais e a “legalidade” não lhes são favoráveis, qualquer modo de tomar o poder é válido;

3) a burguesia ocidental está, em relação à extrema-direita neonazi (representada no atual governo ucraniano), a fazer o mesmo que fez antes da 2ª guerra mundial: também então escondeu o perigo e apoiou a extrema-direita enquanto pôde. Apoiou com todas as suas forças. Apoiou então como apoia agora. Quando for tarde demais, a burguesia irá aparecer como se tivesse sido uma lutadora contra esse perigo desde a primeira hora. Pois é: estamos nessa primeira hora… e no ocidente os comunistas estão, como estiveram então, praticamente sozinhos a alertar para o perigo da extrema-direita.

Ukrainian neo-Nazis 8 Ukrainian neo-Nazis 7 Ukrainian neo-Nazis 6 Ukrainian neo-Nazis 5 Ukrainian neo-Nazis 4 Ukrainian neo-Nazis 3 Ukrainian neo-Nazis 2

Posted in * | Leave a Comment »

AMIGOS DA MALANDRAGEM, AMIGOS NA MALANDRAGEM

Posted by * em 12/02/2014

cRato anuncia um pacote de medidas que inclui a oficialização da contratação de docentes por CUNHAS (acabando com o único modo justo e rigoroso de seleção, ou seja, por Concurso Nacional) e o sindicato pelego, a FNE, apressa-se a aplaudir e a declarar-se plenamente satisfeita! Incrível!!!

Posted in * | Leave a Comment »

DESGOVERNO DE MANOLITOS

Posted by * em 05/02/2014

image

O modo como este governo se relaciona com a educação e a cultura mostra bem que ele é um DESGOVERNO DE MANOLITOS (a célebre personagem de Quino).

Posted in * | Leave a Comment »

A DIREITA

Posted by * em 30/01/2014

Toda a direita portuguesa reflete os mesmos interesses e tem os mesmos ideólogos. PSD, PP e PS, seguem, todos eles, com admiração e afinco, as neoliberais receitas de Vítores Bentos e outros que tais.

Daniel Oliveira repete e repete à exaustão que o PS é de esquerda, que é tão de esquerda a ponto de ser praticamente “a esquerda” em si. Pois, cá para mim, é-me difícil acreditar que o próprio Daniel Oliveira seja minimamente de esquerda… o tempo o dirá…

Posted in * | Leave a Comment »

O INFERNO NA EDUCAÇÃO QUE O PSD/PP QUEREM

Posted by * em 29/01/2014

Ler aqui sobre as “E$$$cola$$$ Livre$$$” que o cRato, P$D E CD$-PP querem, $$$ub$$$ervientemente, copiar

Posted in * | 1 Comment »

MARX EM MAIO 2014

Posted by * em 26/01/2014

II Congresso Internacional Marx em Maio 

8, 9 e 10 de Maio de 2014

Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

image

“Há 170 anos, Marx escrevia os famosos Manuscritos Económico-Filosóficos de 1844. No quadro de um materialismo novo em elaboração, era o arranque de uma longa investigação da estrutura económica da sociedade que viria a resultar, em 1867, na publicação do Livro Primeiro da sua obra magna, O Capital. Há 100 anos, começava a I Guerra Mundial, guerra conduzida em nome do lucro e de uma nova partilha do mundo pelas potências imperialistas. No dia 18 de Janeiro de 1934, há 80 anos, os operários da Marinha Grande, opondo-se à fascização dos sindicatos, tornaram-se senhores do poder, ainda que apenas por algumas horas. A 25 de Abril de 1974, faz agora 40 anos, tombava em Portugal a ditadura fascista e os trabalhadores davam início a um processo revolucionário apontado ao socialismo.

Depois do assinalável sucesso do I Congresso, em 2012, é este conjunto de efemérides, assim como a violenta crise cíclica de acumulação do capitalismo e a consequente intensificação das lutas dos trabalhadores, que, em 2014, formam o contexto do II Congresso Internacional Marx em Maio. Assinalamos estas datas e os acontecimentos por elas evocados não com a intenção de nos encerrarmos no passado, à procura de uma fórmula mágica para os combates de hoje e do futuro, mas com o triplo objectivo da compreensão do mundo actual, da comemoração e do alerta.

A obra de Marx e o marxismo continuam a ser, do nosso ponto de vista, os mais penetrantes instrumentos de análise do real. O caminho percorrido por Marx até ao desvendamento da lei da mais-valia, âmago do capitalismo, ofereceu às ciências particulares novas perspectivas de fundo e novos campos de pesquisa. A própria filosofia ganhou novas pernas e outros trilhos para andar.

Por tudo isto, no II Congresso Internacional Marx em Maio voltaremos a contar com a participação de filósofos, de historiadores, de economistas, de sociólogos, de físicos, de geógrafos, de sindicalistas, de militantes e activistas sociais e políticos. Estes quadrantes de investigação e intervenção não se justapõem extrinsecamente, a sua razão de ser reside na própria envergadura e amplitude do trabalho de Karl Marx, na unidade multifacetada do marxismo.

Face aos ataques à racionalidade, à ciência e à cultura que acompanham, como complemento, as políticas de regressão social acelerada dos últimos anos, continuaremos a procurar cultivar um pensar ancorado numa racionalidade crítica e dialéctica.”
http://marxemmaio.wordpress.com/

Posted in * | 1 Comment »

DEMAGOGIA SEM LIMITES

Posted by * em 17/01/2014

Para responder às críticas aos cortes orçamentais, responde o Passos Coelhone com a obviedade de que em nenhum país do mundo há orçamentos com dotações ilimitadas. É muita demagogia! Este governo apela ao apoio dos mais tótós, dos que se pode enganar com falácias tão toscas como essas. É como um raptor que justificasse um rapto com a afirmação de que ninguém tem liberdade absoluta.

Posted in * | Leave a Comment »

LÍNGUA DO DONO

Posted by * em 17/01/2014

“A senhora deputada precisa de REALIZAR que…”, diz Passos Coelhone durante o Debate Quinzenal no Parlamento. O Coelhone já pensa primeiro em inglês e só depois traduz para a língua do país que parasita…

Posted in * | Leave a Comment »

TAMBÉM PODE SER

Posted by * em 14/01/2014

EUA perguntam ao governo português se podem testar armas químicas sírias na população portuguesa. O governo dá, efusivamente, a sua anuência, manifestando a sua agradecida satisfação pela participação em mais este dignificante e prestigiante projeto do Eixo Atlântico, após o encontro das lajes, a ajuda no transporte ilegal e clandestino de presos e a adoção de um cão-de-água português pelo presidente americano (o cão luso mostra ser o que dele esperavam: muito simpático e obediente aos donos, dá a patinha e rola pelo chão).

Os EUA corrigem: afinal foi um erro, queriam apenas solicitar permissão para o transbordo de arsenal químico sírio em território português. O governo português responde que “tudo bem, também pode ser isso”… e reitera a sua incontida e agradecida satisfação pela participação em mais este dignificante e prestigiante projeto do Eixo Atlântico, após o encontro das lajes, a ajuda no transporte ilegal e clandestino de presos e a adoção de um cão-de-água português pelo presidente americano (cão de nome Bo e que já tem até companheira, também ela uma simpática e orgulhosamente obediente cadela portuguesa).

Posted in * | Leave a Comment »

CÂNDIDOS ALGOZES

Posted by * em 24/12/2013

É eternecedor ver um algoz, certamente imbuído de espírito natalício, perdoar a vítima, não é? E é também uma jogada sagaz, já que, com uma cajadada apenas, ficam simultaneamente reforçadas as ideias da bondade do algoz e da (desculpada) culpabilidade da vítima. A monarquia inglesa acaba de perdoar a sua vítima Alan Turing. Já antes o Vaticano tinha perdoado a sua vítima Galileu Galilei. Qualquer dia ainda veremos líderes neonazis dizerem que perdoam os judeus, homossexuais, comunistas e demais vítimas do nazismo…

Posted in * | Leave a Comment »

OS ALDRABÕES

Posted by * em 22/12/2013

Diz o aldrabão ainda-primeiro-ministro que os jovens portugueses que emigram fazem-no com o intuito de frequentarem pós-graduações e adquirir experiência de trabalho na sua área de formação. Mente! Mente e sabe que mente! A maior parte vai, pura e simplesmente, porque as políticas de direita estão a destruir o seu país, vai à procura de um qualquer emprego. E grande parte dos licenciados acabarão a lavar pratos ou lavar o chão.
Diz o aldrabão da desducação que os professores não querem ser avaliados e compara a avaliação estúpida que propõe com uma prova que um jornalista poderia ter de fazer para obter emprego. Este homem de negócios e negociatas, que passou a vida a depender de cunhas para os cargos que ocupou, mente! Mente e sabe que mente! Sabe que os professores passam a vida a serem avaliados e que estão contra esta estúpida prova pela mesma razão que estariam contra uma prova aplicada a um aluno do terceiro ano da faculdade para ver se deveriam ser reconhecidas as suas habilitações do…12° ano. Mente quando diz ao jornalista que a parva prova cratina é como uma prova de obtenção de emprego aplicada a um jornalista. Mente porque sabe que a sua prova idiota só poderia, no máximo, ser comparada a uma inimaginável prova de candidatura a… uma candidatura a um emprego e/ou a uma imbecil prova que um meio de comunicação aplicasse a um jornalista licenciado para saber se ele seria… licenciado. Em relação ao estúpido carácter da prova enquanto candidatura a uma candidatura estamos conversados. Quanto à comprovação das habilitações, qualquer jornalista digno mostraria, como prova da sua licenciatura, a… própria licenciatura, os documentos comprovativos da suas habilitações. O homem de negócios do ministério da deseducação apresenta uma absurda prova de candidatura a uma candidatura como uma prova de seleção. O “rigor” da cambada que está no governo é tal, que usam da demagogia e mentira mais abjectas e contam com o que há de menos inteligente e mais tótó na sociedade para apoio das suas políticas (apoio e poio, como no caso do Poio Maduro). Ao falarem, já só se dirigem aos tótós, contam com os tótós, apoiam-se única e ironicamente nos burros para “defenderem” o “rigor e a exigência”. Este governo mete nojo. Este governo fede . Este primeiro-sinistro dá vómitos. Este sinistro da deseducação, este homem de negociatas, cheira muito mal, cheira a podre.

Posted in * | Leave a Comment »

UM CÊNTIMO PARA OS QUE SE VENDEM

Posted by * em 12/12/2013

Proponho que, caso a prova cratina se realize em alguma escola, os professores que forem obrigados a fazê-la entreguem um cêntimo aos sem-vergonha que aceitem vigiá-la. É que, pelos vistos, esses traidores gostam muito muito de dinheiro, mesmo que sejam uns trocados…

Posted in * | 2 Comments »

CaVÁCUO imPOLUTO

Posted by * em 06/12/2013

Este escurril e pidesco Mr. Chance mete nojo, não acham?

image

Posted in * | Leave a Comment »

GOVERNO PASSOS

Posted by * em 06/12/2013

http://otempodascerejas2.blogspot.pt/2013/12/portugal-ano-da-graca-de-2013.html?m=1

image

Posted in * | Leave a Comment »

MUITO GOSTAM OS JORNALISTAS VENDIDOS DE MENTIR

Posted by * em 26/11/2013

Dizem os jornalistas burgueses que Ramalho Eanes foi homenageado pela direita e pela esquerda. Mentem, claro! Mentem sabendo que estão a mentir! Mentem sem vergonha alguma! Nenhuma pessoa de esquerda desceria tão baixo a ponto de homenagear um Ramalho Eanes, esse Cavaco fardado. Só a direita e a extrema-direita o fariam. Só o PS, PSD, PP e outros que tais. Mentiram os jornalistas em uníssono, mais uma vez. Aquela “homenagem” foi um aviso à esquerda: a direita e a extrema-direita avisaram que estão unidas contra toda a esquerda. A outra senhora aproveitou a homenagem para também recordar que está atenta e de armas na mão. Aquilo foi um momento de preparação do contra-ataque do império.

Posted in * | Leave a Comment »

IAVE CESAR?

Posted by * em 23/11/2013

Os flibusteiros que tomaram o governo de Portugal reuniram-se e tomaram mais uma daquelas sinuosas medidas tanto a seu gosto. Uma importantíssima medida. Tomaram-na sem sequer consultar alguém que não os amigos. E ficou ali resolvido o esquema: resolveram instituir o IAVE, passando responsabilidades do Ministério da Educação para as mãos de amigos do ministro, amigos que praticamente ninguém conhece. O IAVE substitui o Gave e é considerada uma “entidade independente”, com amplas competências e a tão desejada e tranquilizadora liberdade de ação. A “independencia”, essa, é seletiva: por exemplo, esta entidade “independente” usa, sem dar cavaco a ninguém, os sites governamentais, nomeadamente o do antigo Gave, o que seria considerado ilegal em qualquer outro país. Ao IAVE, entidade criada por um grupo de pessoas numa reunião, foi dado enorme poder: pode, por exemplo, ANULAR as habilitações conferidas pelas universidades portuguesas (se quiserem, podem amanhã dizer que TODOS os cursos superiores tirados em Portugal valem menos que zero). O IAVE é “independente” mas cobra dinheiro através do Estado e mexe com dinheiro, que entra pelo ministério e se dissipa por meandros obscuros. Não há nada de ilegal aqui? Tudo isto é, no mínimo, muuuuito estranho, não é?

Posted in * | 1 Comment »

DA DIGNIDADE OU FALTA DELA

Posted by * em 14/11/2013

Um Crápula qualquer, cuja óbvia e mercantil intenção é destruir o sistema de ensino público, toma medidas para garantir que os diplomas e habilitações para a docência conferidos pelas universidades portuguesas não valham praticamente nada, sejam considerados lixo, sendo agora necessária uma prova feita pelos amiguinhos do bandalho para conferir, na prática, habilitações que deveriam ter sido conferidas pelas universidades e estas… calam-se e aceitam esta usurpação de funções, este enormíssimo  ataque à credibilidade do ensino superior em Portugal. As universidades portuguesas não têm uma palavra a dizer? As universidades portuguesas não têm um nome a defender?

Posted in * | Leave a Comment »