OLHE QUE NÃO

olhequenao.wordpress.com

Arquivo por Autor

OS INTERESSANTES ARTIGOS DE ANTÓNIO SANTOS

Posted by * em 06/04/2015

Aqui está um artigo de António Santos e um link para este e outros artigos dele:

A URSS comparada aos EUA
 António Santos

Há pouco tempo, quando falava num debate sobre os problemas sociais dos EUA (o país em que vivo), perguntaram-me se achava o sistema soviético melhor que o americano. A ratoeira estava montada: depois das derrotas do socialismo no Leste da Europa, a cultura dominante proibiu a esquerda afiançada de «democrática» de falar da URSS sem primeiro, a título de portagem, a condenar ou renegar. E mesmo assim, nem depois da costumeira demonização em piloto-automático, ouvimos falar dos enormes marcos civilizacionais soviéticos.

É óbvio que os EUA não podem ser, em rigor, comparados à URSS. Quando em 1917 os EUA eram um dos países mais avançados do mundo, a Rússia era um obscuro império feudal. De resto, quando se trata de comparar o socialismo ao mundo capitalista, é este último que define os termos, confrontando a realidade do capitalismo com o seu passado efectivo e a realidade do socialismo com o seu prospectivo futuro.

Mas qual seria o resultado se o critério fossem as conquistas sociais? Aceitemos pois, com esta justíssima condição, a pergunta armadilhada de saber «qual era o melhor sistema» e, sobretudo, «para quem».

O que nunca te disseram sobre a URSS

Leia o resto deste artigo »

Anúncios

Posted in * | Leave a Comment »

PAPAGAIOS REACIONÁRIOS

Posted by * em 31/03/2015

O ultra-reacionário norte-americano Ted Cruz disse recentemente que se fosse eleito presidente dos USA&abusa iria “implodir o Departamento de Educação” lá da american snipers land. Isto recorda-lhes alguma coisa? São ideias do Ted Cruz? Não, ele não seria capaz de ter ideias própria. Está apenas a papaguear. O cRato também não inventou o que disse, também não seria capaz de ter uma ideia própria… apenas repetiu o que os gurus reacionários norte-americanos (do estilo Eric Hanushek) o ensinaram a papaguear (como a cratino-estúpida ideia da não relação entre quantidade de alunos por turma e a performance). O cratino papagueou ontem, o Ted Cruz papagueia hoje, outro qualquer papagaio arrivista irá papaguear amanhã…

Posted in * | Leave a Comment »

QUEM ESTARÁ NA LUTA? OS SINDICATOS OU OS SEUS CRÍTICOS?

Posted by * em 12/03/2015

Os sindicalistas, os sindicatos e os que lutam estarão, naturalmente, a fazer greve! Os fura-greves estarão a lamber as botas dos chefes e a criticar os sindicatos por (segundo os lambe-botas) não lutarem! Claro, claro, já os conhecemos, aos lambe-botas: na sexta-feira estarão mais uma vez a “lutar” à sua maneira, ou seja, a trabalhar afincadamente, com a cauda entre as pernas e a língua colada às botas dos chefes! Como sempre! Ai estes lambe-botas, como nós os conhecemos e às suas “indignações”…

Greve 13Março2015

Posted in Sindicatos | Leave a Comment »

RECORDAR É…

Posted by * em 07/03/2015

Este… dizia que seria sempre “um presidente ACIMA dos portugueses”!!!

Ver momento 20:49 de https://www.youtube.com/watch?v=g5psUILnOFg

Posted in Recordar é... | Leave a Comment »

O PAÍS SEM ARQUITETOS

Posted by * em 04/03/2015

ARQUITETURA BRASILEIRA DO SÉCULO XX:

Arquitetura Brasileira XX

ARQUITETURA PORTUGUESA DO SÉCULO XX:

Arquitetura Portuguesa XX

Posted in O país sem... | Leave a Comment »

ALGUNS DADOS SOBRE PORTUGAL

Posted by * em 27/02/2015

Dívida pública portuguesa em 2010: 96% do PIB.
Dívida pública portuguesa em 2014: 129%.

Desde 2011 (início do desgoverno Passos-Portas), a dívida pública portuguesa cresceu cerca de 21% do PIB (cerca de 29 mil milhões de euros).

Desde 2011 têm emigrado mais de 100 mil portugueses anualmente.

Entre outubro de 2010 e agosto de 2014, cerca de 592 mil beneficiários ficaram sem apoios sociais à infância.

O Governo PSD/CDS roubou mais de 2 mil milhões de euros às escolas do país.

População entre os 25 e os 64 anos que completou pelo menos o ensino secundário (dados de 2013):
Portugal: 40 %
Média da União Europeia: 75,2 % (em vários países países onde vigorou o socialismo esta percentagem é superior a 90%).

De 2011 a 2014 o número de professores nas escolas portuguesas foi reduzido em 20%.

(POST EM ATUALIZAÇÂO)

Posted in * | Leave a Comment »

SEM-VERGONHICE SEMÂNTICA

Posted by * em 22/02/2015

          Este governo adora enfeitar a sua sem-vergonhice ideológica com a sem-vergonhice semântica. Desemprego é “oportunidade”; os professores obrigados a fazer a PACCóvia prova que desprestigia as universidades portuguesas deverão ver nisso um “direito”; os trabalhadores que vão para a antecâmara do despedimento devem estar agradecidos por essa possibilidades de, através da “requalificação”, poderem em breve “usufruir” de uma vida de “oportunidades”; o subserviente ataque à Grécia foi uma ajuda “construtiva” para os gregos poderem vergar-se às condições expoliadoras do imperialismo. Na linguagem sem-vergonha isto é dito assim: “Portugal esteve como todos os outros países que compõem o Eurogrupo com uma posição CONSTRUTIVA procurando QUE FOSSE POSSÍVEL ao Governo grego pedir uma extensão não apenas do empréstimo que tem vigorado, MAS TAMBÉM DAS CONDIÇÕES QUE LHE ESTÃO ASSOCIADAS”. Este governo daria um bom capanga de gang mafiosa: proporia, de modo “construtivo” (com outros capangas e em nome dos chefões) “proteção” às vítimas, procurando que lhes fosse possível, simultâneamente, aceitar e até “pedir” as “condições que lhe estão associadas”.
Este governo mete nojo!

Posted in * | Leave a Comment »

ASSIM VAI O GOVERNO PAPOCA: “DIGNIDADE? DIGNIDADE? O QUE É ISSO???”

Posted by * em 19/02/2015

Mesmo quando Junker reconhece que feriu a dignidade dos portugueses (eufemismo para limpar as mãos à parede e ensaiar novas artimanhas) os indignos do governo PAPOCA ou seja, os que adoram ficar de cócoras (PAssos do (P)artido (S)em (D)ignidade, a salazarenta POrtinhas do Partido dos Pês e o rei da banalidade CA-Vácuo) continuam sem perceber: “dignidade? Dignidade? O que é isso???”
image

Posted in * | Leave a Comment »

TAMBÉM GREGO, OBVIAMENTE!

Posted by * em 17/02/2015

image

Posted in * | Leave a Comment »

SKINHEAD MULATO

Posted by * em 13/02/2015

O (des)governo português (caVácuo incluído), ao fazer tudo por fomentar o ódio contra a Grécia parece um skinhead mulato que atacasse os negros e defendesse a supremacia ariana, repetindo insessantemente: “é que eu não sou negro! É que eu não sou negro!”…

Posted in * | Leave a Comment »

DESEMPREGO E SUICÍDIOS

Posted by * em 11/02/2015

Ver em:
http://lifestyle.sapo.pt/saude/noticias-saude/artigos/desemprego-provoca-45-000-suicidios-por-ano

Posted in * | Leave a Comment »

DA VACUIDADE E DA FALTA DE VERGONHA

Posted by * em 11/02/2015

Da vacuidade à falta de vergonha, da falta de vergonha à vacuidade (com incursões pelo imaginado sorriso do gado ca-vacum): assim vai o vácuo amanuense caVácuo, o Américo Thomaz contemporâneo, o mister Chance/ mister Gardener português (do filme “Being there“), o rei da banalidade e da falta de vergonha… e esse tipo pretende não menos do que representar Portugal e os portugueses…

Posted in * | Leave a Comment »

MUITO GOSTAM OS REACIONÁRIOS DE DISTORCER O SIGNIFICADO DAS PALAVRAS

Posted by * em 07/02/2015

Eis alguns exemplos de termos cujo significado foi distorcido pelos reacionários, por não gostarem do significado anteriormente estabelecido:

Idealismo
Mais-valia
Materialismo
Radical

O “novo significado” é, invariavelmente, mais superficial e facilmente manipulável ideologicamente na permanente luta da burguesia para estupidificar a humanidade. Devido a estas distorções, pode-se, caso não se perceba o significado que está a ser atribuído aos termos, entender algo bastante diferente do que está em causa.

Posted in * | Leave a Comment »

ESTE GOVERNO RESPONDERÁ PELAS MORTES PROVOCADAS?

Posted by * em 04/02/2015

Responderá algum dia este governo pelas mortes que a sua “governação” já provocou?

Posted in * | Leave a Comment »

MARX ACTUAL

Posted by * em 01/02/2015

“A única parte da assim chamada riqueza nacional que realmente entra na posse coletiva dos povos modernos é — sua dívida de Estado.Daí ser totalmente conseqüente a doutrina moderna de que um povo torna-se tanto mais rico quanto mais se endivida. O crédito público torna-se o credo do capital. E com o surgimento do endividamento do Estado, o lugar do pecado contra o Espírito Santo, para o qual não há perdão, é ocupado pela falta de fé na dívida do Estado”
Marx, O Capital, livro 1, vol. 3

Posted in * | Leave a Comment »

MUKANDA PARA O MEU FILHO

Posted by * em 28/01/2015

Filho, não confies nos exploradores e nas suas velhas artimanhas:

– Não confies em quem negar a possibilidade do conhecimento, negar a capacidade que o ser humano tem de conhecer a realidade;

– Não confies em quem defender que nunca se pode saber a diferença entre o verdadeiro e falso;

– Não confies em quem disser que não se pode ter certeza de nada;

– Não confies em quem disser que não se pode saber nada do futuro e que apenas podemos aceitar (de modo submisso) “o que o futuro nos reserva”;

– Não confies em quem disser que não se pode nem se deve querer mudar o mundo, em quem disser que temos de aceitar as injustiças “porque o mundo é assim”. O mundo tem mudado porque houve gente que não seguiu essas “recomendações” reacionárias;

– Não confies em quem disser que devemos viver apenas o presente (não confies nos que repetem, de modo egoísta e pouco inteligente, “carpe diem“. Na verdade, o ser humano é capaz de mais, ele tem a capacidade de viver simultaneamente o passado, presente e futuro, ele vive a linha do tempo como um todo);

– Não confies em quem disser que a realidade é a interpretação que fazemos dela (eles querem que abdiquemos de conhecer e transformar a realidade objetiva);

– Não confies em quem falar abstratamente (em “autonomia” em geral, em “liberdade” em geral, em “poder” em geral, em “partidos” em geral, em “políticos” em geral, etc), em quem, por exemplo, disser apenas “eu sou a favor da liberdade” (sem especificar de que liberdade está a falar, liberdade de quem, quando e onde, liberdade para fazer o quê);

– Não confies nos betinhos, tias, “reis”, “rainhas”, “príncipes”, “princesas” e outros parasitas sociais;

– Não confies em quem disser “carreira” quando falar do seu percurso profissional ou académico. Desconfia de gente que fala de “ter sucesso na vida”, que usa expressões como “eu mandei fazer aquilo”, etc. O uso da linguagem revela muito da personalidade das pessoas;

– Desconfia das pessoas que mudam de tratamento quando falam com determinado tipo de pessoas. Desconfia, por exemplo, das pessoas que tratam os funcionários de empresas ou os empregados dos cafés por “tu” e as pessoas que consideram iguais ou superiores a elas por “você”;

– Não confies em quem se rir dos pobres e explorados, em quem fizer piadas acerca da pobreza e do que é ser pobre;

– Não confies em quem gostar muito de usar ouro e outras demonstrações de ostentação social;

– Não confies nos que asseguram “sentir muita pena” dos pobres mas apoiam quem os explora;

– Não confies nos que te quiserem fazer crer que só serás boa pessoa se acreditares no sobrenatural e no obscurantismo religioso;

– Não confies nos que te quiserem convencer de que para “teres sentimentos” tens de abdicar da razão, em quem quiser contrapor a emoção à inteligência, o “coração” à razão;

– Não confies em quem criticar os sindicatos, eles são um instrumento imprescindível dos trabalhadores contra a exploração;

– Não confies em quem disser que os políticos são “todos iguais”. Só a direita diz isso;

– Não confies em quem criticar os partidos progressistas, com o argumento de que os partidos também seriam supostamente “todos iguais”;

– Não confies nas pessoas que dizem ser “apolíticas”. Se a pessoa não for indiferente às injustiças e à exploração, nunca poderá dizer-se “apolítica”. Só se dizem “apolíticas” as pessoas que concordam e apoiam a exploração e os exploradores;

– Não confies em quem disser que deves ser “imparcial” em relação às injustiças. Deves ser justo e verdadeiro, não imparcial (a suposta imparcialidade é apenas parcialidade camuflada e hipócrita);

– Não confies em quem disser que já não há direita e esquerda (quem diz isso é, invariavelmente, de direita);

– Não confies em quem disser que o mundo mudou tanto que agora já não se pode falar em trabalhadores e burguesia, em classes sociais;

– Não confies em quem chama de “classe social” a todo e qualquer grupo social (eles querem semear a confusão);

– Não confies em quem disser que o mundo mudou tanto que agora já não se pode falar em trabalho e não-trabalho, em exploração, etc.

Não confies neles, filho.

Não confies nos exploradores e nas suas velhas artimanhas.

Posted in * | Leave a Comment »

SERÁ QUE NUNO CRATO SERÁ FINALMENTE INVESTIGADO EM 2015?

Posted by * em 27/01/2015

Será que Nuno cRato será finalmente investigado pelos “ajustes diretos” de milhões de euros com, por exemplo, as empresas que fornecem alimentação às escolas? E pelas suas estranhas relações com companhias aéreas, pelos seus múltiplos e estranhos gastos e as suas ligações pouco claras a interesses económicos vários? Será? Ou será que a focagem em Sócrates serve de distração catártica para que não se investigue mais nada em relação aos outros “businessmen”?

Obs.: o businessman cRato deu a entender que na PACC houve professores a cometerem 20 erros numa frase! Frase populista, a piscar o olho aos ignorantes que exigem que se bata mais nos professores e demais intelectuais (é interessante verificar que são os menos inteligentes, os menos cultos, os mais afastados da educação que constituem o público predileto e o inestimável apoio deste businessman que fala de qualidade e rigor na educação). E pois, o businessman cRato deu a entender que na PACC houve professores a cometerem 20 erros numa frase! Disse… mas não apresentou nenhuma prova de que não era mais uma das suas recorrentes mentiras! Acho sinceramente que mentiu, mais uma vez! Afinal, como acreditar num tipo que tem revelado, de modo continuado, não ser mais do que um reles mentiroso?

Posted in * | Leave a Comment »

A MENTIRA COMO OBRIGAÇÃO PROFISSIONAL

Posted by * em 26/01/2015

Sou comunista e não “Syriziano” mas há que dizer: uma evidência de que a maioria dos jornalistas portugueses é, pura e simplesmente, lixo ideológico, reside no facto de continuarem a chamar o Syriza de “extrema-esquerda”, apesar de saberem que estão a mentir! Obviamente, o Syriza é um partido social-democrata moderado, ideologicamente próximo do Livre de Rui Tavares e do Bloco de Esquerda (e isto apesar da palavrinha “radical” no nome. O uso da palavra “radical” no nome do Syriza quer referir o “ir à raíz”, “ir às causas”, “consequente” e não, obviamente, ser “extremista”. “Radical” é antónimo de “superficial”. Só alguém muito muito estúpido poderia achar que a palavra “radical” no nome do Syriza significaria “extremista”, como se algum partido daquele tipo fosse chamar-se a si próprio “partido extremista”. Os jornalistas-capacho são esse alguém). Claro que o Syriza não é de um partido extremista. No entanto, para a burguesia neoliberal, o seu governo de Passos-Portas (que, como se sabe, adoram ficar de cócoras) e os servos ideológicos que dão pelo nome de jornalistas qualquer posição que não seja inteiramente neoliberal é, no mínimo, diabólica! Os jornalistas burgueses (como o fascistóide apologeta militante dos preconceitos mais superficiais do senso comum da direita José Rodrigues dos Santos) que tentam repetidamente fazer as pessoas acreditarem que se trata de um partido de extrema-esquerda são meros pau-mandados desavergonhados, sem profissionalismo, sem rigor e sem dignidade… não valem a ponta de um corno!

Posted in * | Leave a Comment »

É NATURAL…

Posted by * em 02/01/2015

Quando tentei entrar no site da Segurança Social Direta, apareceu isto. É natural, ou não fosse o detentor da pasta do PP…

🙂

Seg Social Direta

Posted in * | Leave a Comment »

TAP: TRAVAR A PRIVATIZAÇÃO

Posted by * em 01/01/2015

Travar A Privatização

Posted in * | Leave a Comment »

QUALQUER PESSOA DIGNA DEVE ODIAR PROFUNDAMENTE ESTE GOVERNO

Posted by * em 21/11/2014

Pelo extremo, imenso, lancinante sofrimento que causaram, causam e continuarão a causar se não forem travados; pela destruição que provocaram, provocam e continuarão a provocar se não forem varridos; pela pequenez humana que são e que querem estender aos demais; pela sistemática e deliberada promoção do que há de pior, de mais abjecto na sociedade; pelo seu imenso desprezo por tudo o que seja minimamente progressista; pelo seu carácter bandidesco… por tudo isto e muito mais, uma pessoa não é digna se não odiar profundamente este governo e quem o apoia. Podemos juntar na mesma frase “dignidade” e “ódio”? Em certos casos, sim. Será, por exemplo, digno quem apoiar ou for indiferente em relação à escravização de um ser humano por outro? Será digno quem não considerar monstruosa a escravidão, quem não odiar profundamente a escravatura e quem a apoia e/ou pratica deliberada e impunemente?

Posted in * | 1 Comment »

O OBJETIVO DOS CURSOS PROFISSIONAIS

Posted by * em 08/11/2014

A prepotente “exigência” da MerDel alemã de diminuir a quantidade de licenciados através do aumento dos cursos profissionais deixou clara uma coisa que se tem tentado esconder em Portugal: neste século XXI, os cursos profissionais têm como principal objetivo fazer diminuir o número de licenciados, desincentivar os alunos a ir para a Universidade (numa época em que ter apenas uma habilitação pré-universitária equivale a não ter mais do que um nível básico de estudos).

Posted in * | Leave a Comment »

A ESCOLHA “DESCENTRALIZADA” DE DOCENTES É ESTUPIDEZ “CRATA”, É ESTUPIDEZ “CRATINA”

Posted by * em 22/10/2014

Uma das aldrabices mais praticadas pelos cRatinos da Deseducação é dizer que a “descentralização” permitiria (A) AGILIZAR O PROCESSO DE COLOCAÇÃO DE DOCENTES e (B) ESCOLHER OS MELHORES PROFISSIONAIS. Esta estupidez pode ser desmontada facilmente por quem não for tapadinho de todo.

A) Em relação à AGILIZAÇÃO DO PROCESSO, basta comparar as colocações pela lista graduada nas escolas normais e as colocações pelas BCE (Bolsa de Cunhas de Escola) nas escolas das cunhas (TEIP/EA). Nestas últimas, as trapalhadas, os mais diversos e inacreditáveis absurdos, como o das colocações simultâneas em muitas escolas (num dos casos, o mesmo docente, que até já tinha desistido do concurso, foi colocado em cerca de uma centena de escolas) e a consequente e inevitável (num processo descentralizado) “dança de cadeiras” entre escolas levam a um caos que emperra todo o processo. Como é natural que os candidatos concorram a muitas escolas, se for cada escola a organizar o seu concurso “descentralizado” de escola para todos os grupos e para todos os milhares de candidatos a rebaldaria ainda é maior, levando à confusão e obrigando os candidatos e as escolas a um esforço inimaginável (a não ser que as escolas desistam e escolham “a dedo” os amigos). E se dizem que seria complexo para o ministério ordenar milhares de docentes, como encarar o facto de quererem que sejam as escolas (que, naturalmente, têm muito menos capacidade do que o ministério) a serem incumbidas desse mesmo processo que é considerado complexo demais para o ministério? Se o processo é considerado complexo a solução, obviamente, não passa por fazer com que centenas e centenas de escolas repliquem o mesmo e complexo processo que seria levado a cabo UMA SÓ VEZ pelo MEC num processo centralizado.

B) Em relação à POSSIBILIDADE DE ESCOLHA DOS MELHORES, também é óbvio que uma ordenação central de todos os candidatos segundo critérios como a graduação, tempo de serviço e resultados das avaliações (estes três critérios já estão incluídos na lista de graduação atual) permite que sejam colocados os melhores. Há muito mais falhas quando as escolas começam a inventar critérios carregados de subjetividade e malícia que permitem a candidatos com algumas horas de formação passarem milhares de lugares à frente de outros candidatos, alguns com décadas de serviço, que terminaram os cursos e estágios profissionalizantes com muito melhores notas e que tiveram muito melhores avaliações nos anos de trabalho decorridos.

Além disso, esta aldrabice parte de um pressuposto imaginário, o de que as escolas seriam isentas na escolha dos “melhores profissionais”. Sabemos muito bem que as escolas têm a tendência para escolher os profissionais mais amigos e não necessariamente os melhores. Aliás, os membros do governo também assim fizeram as suas “brilhantes” carreiras: sendo escolhidos não pela sua qualidade (valem tanto como a ponta de um corno) mas pela proximidade aos que tinham o poder de escolha.

Posted in cRato | Leave a Comment »

A MÚMIA FALOU.. MAS $OMENTE PARA DEFENDER O PROJETO “AUTONOMI$TA” E “DE$CENTRALIZADOR” CRATINO

Posted by * em 14/10/2014

             Cavácuo

           Cavaco, este verdadeiro Américo Thomaz (e não só em termos de “inteligência”), nunca falou da destruição do país levada a cabo pela quadrilha PSD-PP. Essa destruição avança em várias frentes, sendo uma delas a da educação. O hanushekian businessboy neoliberal cRato viu que um modo de destruir a escola pública e oferecer os escombros aos amigos (privados) do privado seria atacar a “centralização” e, através da utilização demagógica do apelo à “autonomia”, caminhar a passos largos para a privataria total da educação. A “centralização” era o alvo a abater! Ao concurso normal de professores (concurso com critérios universais, objectivos e transparentes e que, como seria de esperar, correu bem)  foi “acrescentada” uma estúpida “Bolsa de Contratação de Escola” (BCE) nas escolas das cunhas (TEIP e EA), que pretendia “articular” a descentralizada rebaldaria de muitas centenas de concursos por escola. Obviamente, esta estúpida descentralização levou ao caos (o que, nas palavras cratinas, corresponderia à “normalidade”). Depois de muito muito muito dormir, a múmia acordou do sono letárgico. Forçou umas lágrimas de crocodilo e finalmente falou. Mas o que disse a múmia? Fingindo defender as vítimas, defendeu, mais uma vez e sem vergonha alguma, o projecto dos algozes: fazendo, mentirosamente, passar a BCE pelo concurso normal de professores  nas escolas normais, (duas coisas MUITO DIFERENTES) criticou não a estúpida descentralização que levou ao caos mas sim a “centralização”… e defendeu a mesmíssima estúpida descentralização que levou ao caos! Como se vê, mesmo que o cérebro ainda não tenha acordado, a boca e a carteira do egoísta reacionário já falam…

          Os cratinos exultam… afinal, os neoliberais sempre se regeram pelo princípio do salve-se quem puder, da diminuição do papel social do Estado em colocar freio às injustiças localizadas. Os neoliberais não se importam minimamente com a existência de injustiças, o importante para eles é que não tenham esta repercussão nacional, o fundamental é que as injustiças se cometam no segredo de cada escola e cada vítima sofra no seu canto, longe da vista dos demais. Longe da vista, longe do cratino coração…

Posted in CaVácuo, cRato, Educação, Génio da banalidade | 1 Comment »

JOÃO MIGUEL TAVARES: UM RATO A FUGIR DE cRATOS

Posted by * em 10/10/2014

Tanto os ratos embarcadiços como os Bel-amis que estão dispostos a tudo para fazer carreira na capital (seguindo a sacrossanta regra de sempre apoiar quem estiver com as rédeas na mão) têm uma lendária capacidade de rapidamente fugir de navios a naufragar. João Miguel Tavares não é excepção. Ele até apoia bandidos… mas desde que estes sejam minimamente hábeis, eficientes, desde que os bandidos mantenham “um nível mínimo de competência na execução das políticas“. Ele até está disposto a tecer loas à bandidagem… mas somente se esta se mostrar eficaz e for uma aposta segura. Porém, se os bandidos começarem a cambalear, se o poder (κράτος) cujos pés ele ternamente beija começar a claudicar, este Bel-ami extremamente vaidoso, invejoso e provocador, este oportunista Relvas da comunicação social, não pensa duas vezes (é que a vida anda cara): “há que elogiar outros patrões, que com estes não vou longe”.

Posted in * | Leave a Comment »

NOVO ERRO?

Posted by * em 05/10/2014

Ver em:
http://correntes.blogs.sapo.pt/ha-erro-na-nova-formula-da-bce-2090370

Aliás, um outro absurdo que já referi neste bolg tem a ver com o facto de haver um diferencial na facilidade de progressão em cada uma das “metades”: algumas horas da “formação” certa podem acabar por valer dez, vinte ou mais anos de ensino com boas avaliações… embora não exijam o mesmo trabalho e entrega. É como se a graduação avançasse passo a passo e os subcritérios (cunhas) avançassem em grandes e suspeitos pulos.

O cratino tenta institucionalizar a cunha, dar um fingido ar de “organização” à arbitrariedade que criou, fazer de conta que há rigor e seriedade no amiguismo e na rebaldaria que defende. Mas, como se vê, isso é infrutífero. Só há uma solução: uma lista graduada única. O resto é caos e cratinices!

Posted in * | Leave a Comment »

PINOCRATO

Posted by * em 04/10/2014

É um rato? É uma enguia? Não, é apenas um cratino mentiroso, é o PINOCRATO!

Posted in * | Leave a Comment »

AFINAL, ERA POSSÍVEL

Posted by * em 29/09/2014

Depois do completo desastre que foi o businessman David Injustino no Ministério da (Des)Educação, com as muitas e inenarráveis malfeitorias e trapalhadas (quem não se lembra do caos de 2004?) pensou-se, naturalmente, que não seria possível aparecer pior ou sequer igual ministro da (Des)Educação. Nunca, jamais, poderia aparecer outra porcaria pior ou sequer igual. Mas, depois da comédia Maria do Carmo Seabra, eis que apareceram a prevaricadora Maria de Lurdes Rodrigues e este outro businessman Cratino para provarem que, se realmente não era possível pior do que o péssimo, pelo menos era possível ser-se tão absurdamente desastroso como o outro. Pois é… nunca digas nunca, diz o povo! Pelos vistos, o sr. Malvadez-Arrogância-Incompetência David Injustino voltou, agora sob outro nome, a ser ministro da educação!

Posted in * | 1 Comment »

PERIKLIS PAVLIDIS: THE DONBASS INSURGENCY IN A CRITICAL MOMENT

Posted by * em 27/09/2014

THE DONBASS INSURGENCY IN A CRITICAL MOMENT
Periklis Pavlidis

Donbass Fighters

The reason for the war in Ukraine is that power has been seized in this country by an alliance of pro-Western-neoliberals and far right to fascist political forces, under the hegemony of the Ukrainian oligarch capitalists, and with the guidance of the USA and the support of certain EU countries.
It should be noted that the rise to power of the aforementioned alliance (following the overthrow of president Yanukovych) was directly instigated by the USA, under whose control the present Ukrainian government lies. The USA, in cooperation with the Ukrainian oligarchs and the country’s neoliberal and nationalist political forces, are strongly promoting a rupture in the ties between Ukraine and Russia, so that the former may be subject to the political and economic leadership of the West. In essence, the ultimate target of the United States (and of the leading powers of the EU), vis-à-vis the crisis in Ukraine, is Russia itself, and its neutralization as a geopolitical adversary. The implementation of this goal is being promoted in conjunction with the broader efforts of the globally dominant western capitalist pole (the Euro-Atlantic imperialist coalition) to prevent the formation of forces and coalitions capable of questioning its continuing supremacy into the 21st century. Therefore, a major role in the Ukrainian conflict is played by the fact that the change of power in the country and the process of its entrance into the sphere of influence of the USA and the EU, constitute a severe economic and military threat for Russia, which is forcing it to react dynamically. The insurgency in Donbass would have been impossible without the support of Russia, which was forced to take a decisive stand against the extremely aggressive policies of the West.  Leia o resto deste artigo »

Posted in * | Leave a Comment »

UMA QUADRILHA CRATINA

Posted by * em 22/09/2014

UMA QUADRILHA CRATINA

(COM UMA REFERÊNCIA SUBTIL AO POEMA “QUADRILHA”, DE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE)

          O JOÃO deveria casar com a MARIA mas, por erro do padre (terá sido só erro?), quem casou com a MARIA foi o CARLOS (por quem o padreco tinha uma especial e antiga afeição). Depois de, durante muito tempo, ter recusado assumir que errara (gritava “normalidade!!! normalidade!!!”, cada vez que alguém falava do assunto), o padre foi finalmente obrigado a reconhecer o erro crasso. Denominou-o  “incongruência” e disse que não era grave, uma vez que afetara “um número muito reduzido” de casais. Porém, como foi obrigado a prometer que o erro “seria corrigido”, teria de fazer alguma coisa.

Mas… como resolveu este cratino “corrigir o erro”? Manteve o CARLOS casado com a MARIA e casou o JOÃO com a CRISTINA, a noiva de J. PINTO FERNANDES, que não tinha entrado na história.

Posted in cRato, Ministério da Deseducação | 1 Comment »

IGNORÂNCIA? ESTUPIDEZ? OU SIMPLES VELHACARIA?

Posted by * em 20/09/2014

O coelhone fala de assuntos da sua própria governação de um modo que poderia certamente levar alguém menos contido a perguntar: mas este tipo é ignorante e estúpido ou apenas finge muito bem? Diz o empregado da Tecnoforma que a trapalhada cRatina “Resultou do facto de que atribuindo o decreto-lei igual preponderância quer ao percurso profissional dos professores quer à avaliação das escolas desse professor, há um desvirtuamento dessa lógica na medida em que as escalas de classificação desses atributos são diferentes, é assim um pouco como estar a somar alhos com bugalhos”. O empregado da tecnoforma que está alegremente a tentar destruir o país NÃO SABE que tanto o percurso profissional dos professores como a avaliação das escolas JÁ ESTÃO refletidos na Graduação Profissional? Que a graduação profissional JÁ contempla TUDO o que ele assume como necessário para a ordenação de professores? Que o que está fora da Graduação Profissional e que o seu governo quer introduzir à força sob a denominação de “subcritérios” são nada mais, nada menos, do que as CUNHAS? Não percebe que nós topamos logo a sua tentativa matreira da utilização ambígua do termo “avaliação das escolas”? Mas afinal (perguntaria certamente alguém menos contido) este tipo é mesmo assim tão ignorante e estúpido ou apenas finge muito bem?

Posted in cRato, Ministério da Deseducação | Leave a Comment »

OS CARAS DE PAU E AS SUAS ENTREVISTAS ENCOMENDADAS

Posted by * em 19/09/2014

          A prevaricadora Maria de Lurdes Rodrigues e o ainda-não-arguido sinecuradependente e irmão gémeo do cRato David Injustino atacaram sempre os concursos rigorosos e objetivos e defenderam, com subterfúgios vários e sempre sob a demagogia da “qualidade” e “autonomia”, a rebaldaria das cunhas. Sabemos bem o que o$ mov€. Mas como não há paciência infinita, já é hora de perguntar: porque não vão de uma vez por todas, de mãos dadas ou abraçados, para o diabo que os carregue?

          Então, fingem-se muito preocupados com o facto de a classificação final dada pelas universidades poder permitir a ultrapassagem de uma dezena de posições e… propõem substituir a Graduação Profissional por “subcritérios” (ou seja, cunhas) que, como se viu no último “concurso”, permitem a ultrapassagem em vários MILHARES de posições? Fingem-se preocupados com a “complexidade” de uma lista graduada única e… propõem a triplicação dessa complexidade, criando três tipos diferentes de colocações? Aliás, é profundamente hipócrita a mentira demagógica acerca da quase-impossibilidade de trabalhar com os dados e a ordenação de milhares de professores. A não ser a professora Luísa Loura da pen, qualquer pessoa que tenha o mínimo conhecimento de programas de computador sabe que, com um bom programa informático, após a introdução dos dados e fórmulas corretos (corretos, ouviu, cRatino?) qualquer portátil fraquinho trabalha com milhares ou mesmo milhões de dados em minutos. Qualquer Estado tem programas que trabalham com dados de milhões de cidadãos (não, cavaco, não se diz “cidadões”). Claro que há que ter quem saiba operar com esses programas, para evitar que entre em estado de Citius, mas não é complexidade nenhuma do outro mundo, exceto, talvez, para pessoas extremamente mal intencionadas e/ou extremamente incompetentes.

Se qualquer ideólogo burguês mete nojo, esse pessoal neoliberal é ainda pior, são mesmo do pior que há… não valem a ponta de um corno, só mesmo corridos a pontapé…

Posted in cRato, Ministério da Deseducação | Leave a Comment »

FRASE DO DIA

Posted by * em 18/09/2014

A (a)normalidade pariu um cRato!

🙂

Obs. 1:

Este cRato não tem vergonha nenhuma! Ele é que é o principal mentor, o ideólogo fanático neoliberal do modelo cRatino e só os outros é que se demitem???

Obs. 2:

Não sou sindicalista, mas mete-me asco ver que o cratino filho da normalidade se recusou a pedir desculpas a organizações como a FENPROF e ANVPC, que estiveram ao lado da luta dos professores contra a injustiça e contra as mentiras cratinas. Depois de reiteradamente, constantemente, longamente ofendê-las, seria o mínimo que se esperaria… mesmo de um reles cRato.

Posted in cRato, Ministério da Deseducação | Leave a Comment »

IRMÃOS GÉMEOS

Posted by * em 18/09/2014

Cuidado para que o Coelhone não coloque no lugar do cRato um seu irmão gémeo como, por exemplo, o David Injustino

Posted in cRato | Leave a Comment »

AS VÍTIMAS SÃO POUCAS, DIZ O CRATINO

Posted by * em 18/09/2014

Segundo o jornal Público, o ainda ministro cRato, ao falar das injustiças cometidas contra milhares de professores pelo MEC (que ele ainda tutela mas procura implodir), fez questão de frisar que o sistema tem “mais de cem mil professores” e que este processo em particular “envolve um universo pequeno de mil, dois mil professores”. O ainda ministro cRato parece um ladrão que, sendo apanhado a assaltar um grupo de pessoas tenta defender-se dizendo que o assalto envolve um “universo pequeno” de pessoas.

A própria afirmação de que o processo da BCE (Bolsa de Contratação de Escola) envolve apenas 1% dos professores (que, nas palavras demagógicas e insensíveis do cratino ora sobe para 2%, ora volta a descer para 1%) é uma OFENSA a qualquer pessoa que não seja cratina. Se um palerma qualquer seguir esta lógica cratina e contar “as pessoas envolvidas” num processo de escolha apenas pelas VAGAS ocupadas, também diria, certamente, que a eleição de deputados seria um processo que apenas envolveria 230 pessoas e que a eleição de um presidente da república seria um processo que envolveria APENAS UMA pessoa, ou seja, uma estupidez à medida da malvadeza cratina. Seria ridículo, se não fosse trágico!

O “universo pequeno” das vítimas deste mais recente “processo” cratino é de milhares de professores. A bem da verdade, este “processo” “envolve” muitos mais milhares do que os “mil, dois mil professores” que o ainda ministro cRato mentirosamente e insensivelmente referiu (interessante ver que, para ele, mais milhar ou menos milhar de pessoas tem pouca importância). Muitos mais são os milhares de vítimas dos cratinos “processos”. Mas para o ainda ministro cRato, estes milhares de professores a quem destrói impiedosamente as vidas não passam disto, de um “universo pequeno”. Afinal o que são alguns milhares comparados com, digamos, 43,6 milhões, não é?

Posted in cRato | 1 Comment »

VAI ESTUDAR, cRATO!

Posted by * em 14/09/2014

Depois desta absurda BCE (Bolsa de Contratação de Escolas), damos aqui início ao movimento

Vai estudar, Crato - BCE

Vejam alguns exemplos do resultado das absurdas contas cRatinas:
Na escola Monte da Ola em Viana do Castelo, o candidato classificado em 1º lugar, ocupa a 1102ª posição na lista de ordenação nacional!!!
Quem está em 3º lugar no Agrupamento Vertical de Escolas Baixa-Chiado é o 4180 na Lista de ordenação.!!!
Há ponderação que 50 % que permita uma disparidade destas? Num país civilizado, isto faria cair não apenas um ministro mas o próprio governo. Mas aqui, pode tranquilamente o José Rodrigues dos Santos fazer o seu showzinho turista, depois os outros repórteres falarem da visita de um secretário de estado a Ranholas e o mesmo José Rodrigues dos Santos terminar o telejornal com um piscar de olhos e um sorriso. Depois, hora de nanar com os anjos e o terço na mão. Como diria o Zé Ramalho, “povo marcado, povo feliz”…

Posted in cRato | Leave a Comment »

AS ESTÚPIDAS E ABSURDAS CONTAS DO EXTREMAMENTE BURRO E MAL INTENCIONADO cRATINO

Posted by * em 13/09/2014

Um extremamente burro e extremamente mal intencionado cRatino tinha de formar uma equipe com pessoas do sexo masculino e feminino, na proporção de 50% para cada género. Contava com duas mulheres e 100 homens. Dividiu cada grupo ao meio (50% de cada grupo) e formou uma equipe com uma mulher e 50 homens.

.

Aqui demos apenas um aperitivo. Mas temos noção de que os problemas da fórmula usada pelo MEC para a “elaBURRação” das listas de ordenação da BCE (Bolsa de Contratação de Escola) são ainda mais complexos. Têm a ver com o facto de haver um diferencial na facilidade de progressão em cada uma das “metades” (25 horas de formação podem acabar por valer mais do que 20 anos de ensino embora não exijam o mesmo trabalho e entrega), de não haver valores máximos na Graduação Profissional e haver nos subcritérios (pretenderam calcular 50 % de um número indeterminado?), de se somarem valores absolutos com percentagens (claro que se pode ordenar docentes somando valores absolutos e percentagens, uma vez que o mesmo critério errado é aplicado a todos os que concorrem. A questão é que essa ordenação será extremamente injusta e ficará até legalmente inquinada, por já não corresponder à ponderação de 50% para a Graduação Profissional), etc.

Toda esta trapalhada (ou melhor, cRatalhada) é estúpida demais para ser apenas fruto da incompetência. É que, apesar de também promover ostensiva e descaradamente as cunhas, o objetivo maior do cRato é (e continuará a ser) o de subverter quaisquer mecanismos rigorosos de funcionamento das escolas e de seleção de docentes (como a Lista Graduada), dando com isso uma decisiva contribuição para a implosão do ensino público de qualidade em Portugal. Tudo fará, a bem da privataria, dos negócios privados de que ele tanto gosta. Em certos e determinados casos, a incompetência, a burrice e a trapalhada são lucrativas. Se não acreditam, perguntem ao David Injustino…

$$$$$$$$$$$$

PORÉM…

É inadmissível que as vidas de milhares de docentes com provas dadas, boas avaliações e décadas de serviço sejam DESTRUÍDAS pelo fundamentalismo ideológico neoliberal de um ministro-anormalidade, pelas ilegalidades que ele pratica e até pelos erros matemáticos crassos que ele comete devido à sua incompetência.

.

OBS:

Todas as tentativas de corrigir a fórmula que a equipe cRatina não soube criar e aplicar esquecem um aspeto fulcral: mesmo corrigida, a fórmula continuaria a ser profundamente injusta e a dar, necessariamente, azo a muito SUBJETIVISMO e CUNHAS. Por isso, deve-se defender sempre, em todas as oportunidades, o regresso a UMA LISTA ÚNICA EM TODAS AS ESCOLAS, A LISTA DE GRADUAÇÃO PROFISSIONAL. Esse deve ser a palavra de ordem dos professores dignos.

.

.

.

.

.

Posted in cRato, Educação | Leave a Comment »

ACERCA DO PRIVATA PINOcRATO AL-SAHHAF

Posted by * em 03/09/2014

O PinocRato faz-nos recordar Muhammad Saeed al-Sahhaf, o antigo Ministro de Propaganda de Saddam Hussein. Também este PINOcRATO mente compulsivamente, apostando sempre em que parte dos que o ouvem nunca saberão a verdade. Sabendo que há diferentes modos diferentes de enganar, o cRato tanto recorre à simples mentira como aos sofismas. Lançamos, portanto, um desafio à vossa imaginação: como explicaria os seus desaires este cRato, caso tivesse outra profissão que não aquelas que tem desempenhado devido a cunhas? Como explicaria ele a morte de pacientes ÀS SUAS MÃOS, caso fosse um cirurgião? Poderia ser algo do tipo: “está tudo normal, uma vez que esta é uma das possibilidades reais a que qualquer pessoa, pelo simples facto de estar viva, está sujeita. Além disso, não podemos ter a veleidade de pretender viver eternamente. Absolutamente ninguém vive eternamente e esta pessoa apenas cumpriu o destino de qualquer um de nós… e aqui incluo-me a mim próprio e, permita-me, até ao senhor jornalista, apesar de ser tão simpático comigo. É esta a realidade. Como vê, a morte é algo natural e não há motivos para alarme ou sequer admiração, como se tivesse acontecido algo de extraordinário”.

E como explicaria o malcheiroso a queda de um edifício, caso fosse engenheiro? E se fosse um veterinário? Pensem em TODAS as profissões um nuno CRÁpula poderia ter e que argumentos falaciosos e demagógicos usaria para explicar o desastre provocado intencionalmente. Caso queiram, podem colocar as vossas sugestões em forma de comentários.

🙂

Este cRato consegue um feito quase impossível: ser ainda pior e mais incompetente do que o risível David Justino. Não admira, todos os trabalhos-negócios a que estas duas almas gémeas dedicaram toda a sua incapacidade foram-lhes dados por cunhas. Dois cunhadependentes, sádicos, homens-de-negociatas e incompetentes. Enfim, um cocktail perfeito.

E os pretensos meios de comunicação? O jornalismo em Portugal não existe enquanto tal… até mete nojo ver que praticamente nem falam destes problemas e preferem dedicar 90% do tempo a temas mais que fúteis. Quando são obrigados a meterem um jornalista a falar destas questões, escolhem invariavelmente um idiota que não entende nada do assunto e só está interessado em lamber as botas ao cRato e à sua cratina súcia.

Assim vai o país, com ódio pela educação e pela cultura… e à mercê da privataria.

Posted in cRato | 1 Comment »

EUA E ISRAEL: COMO SEMPRE, JUNTOS NA CARNIFICINA

Posted by * em 31/07/2014

Há notícias que, para um honesto e minimamente perspicaz entendedor, praticamente nem necessitam de comentários:

“EUA entregam lote de armamento a Israel para repor perdas em Gaza”

De observar que as “perdas” que os preocupam não são as perdas humanas,

são “perdas” de armamento usado para matar crianças palestinas

Posted in cRato | 1 Comment »

ANDREIA ALMEIDA: A DIGNIDADE TEM NOME

Posted by * em 23/07/2014

          Há seres sórdidos neste mundo, que nos fazem quase desacreditar na espécie humana. É o caso de “gente” como Relvas, Passos, Portas, Cavacos, cRatos, etc. Mas depois, por vezes inesperadamente, vemos que afinal há também outras pessoas, geralmente pessoas anónimas, capazes de atos de heroísmo que nos deixam espantados e maravilhados, como se resgatassem a dignidade da lama, do fundo poço ao qual os cRatos deste mundo a atiraram, e a erguessem novamente, luminosa e pura, às alturas. É o caso de uma professora contratada, de nome Andreia Almeida, que estando inscrita para a prova PACCóvia na Escola (abocanhada pela direita) Emídio Navarro, de Almada, entrou e saiu da escola sem fazer a prova, sabendo que, com esta sua recusa, estava a colocar em risco o seu futuro. Disse Andreia Almeida que pedia desculpa aos pais mas não podia compactuar com uma injustiça. Sem me querer pronunciar sobre a questão de a recusa individual em fazer a prova ser ou não o caminho de luta mais correto (uma vez que a luta deve ser coletiva e não individual), há que, de qualquer modo, prestar homenagem a quem teve a coragem de um ato desses. E que diferença de posturas perante os olhos de quem quisesse ver: Andreia Almeida esteve disposta a, em nome de princípios, abdicar do seu futuro como professora; já os vermes que aceitaram ser vigilantes-carrascos de colegas preferiram cumprir um papel indigno e repugnante apenas para não melindrar minimamente o seu conforto PACCóvio.

          Que atos deveríamos querer como exemplo de retidão para os nossos filhos? Toda a burguesia pode achar que o ideal a seguir é a sordidez dos cRratos desta vida. São estes os exemplos enaltecidos diariamente na TV e nos jornais. Mas eu prefiro que o meu filho tenha como modelo o luminoso exemplo desta simples professora contratada que, na escola Emídio Navarro de Almada, a 22 de Julho de 2014, aceitou sofrer as pesadas consequências de se ter recusado a compactuar com a injustiça.

Posted in Educação | 5 Comments »

O ministro PACCóvio

Posted by * em 21/07/2014

Quem será o tal ministro neoliberal, com tiques fascistas, que já é conhecido como “o ministro PACCóvio”?

Resposta:

sim, é esse em quem você está a pensar neste momento!

🙂

Posted in * | Leave a Comment »

JORNALISMO DE QUALIDADE

Posted by * em 18/07/2014

Isto é que é jornalismo de qualidade: sempre de cócoras, a cumprir as ordens dos donos. No jornal Público online de hoje, aparece a notícia segundo a qual os “separatistas pró-Rússia” (quer dizer, segundo o jornal nos “ensina”, seriam apenas “separatistas” e não lutadores contra a opressão e pela liberdade do seu povo, seriam meros “separatistas pró-Rússia”, que certamente defenderiam os interesses da Rússia e não os do seu próprio povo) não teriam permitido o acesso da equipa de inspectores da OSCE aos destroços do avião MH17 da Malaysia Airlines no Leste da Ucrânia. E, para ilustrar este “impedimento”, colocam uma foto de, pasmem, um inspector da OSCE a… dialogar com um “militante separatista” em frente aos mesmíssimos destroços aos quais os inspectores não teriam acesso. Realmente os jornalistas vendidos conseguem escrever o contrário do que até as fotos que usam evidenciam. Talvez porque o capital “não permita o acesso” dos jornalistas ao seu próprio encéfalo enquanto reproduzem as notícias importadas. Seguem à risca a Décima terceira regra dos “Exercícios Espirituais” de Inácio de Loiola, segundo a qual “devemos manter [o princípio] de crer que o branco que eu vejo é preto, se a Igreja Hierárquica (ou o Capital, dir-se-ia hoje) assim o determinar”.

A razão para que esta contradição entre notícias e factos consiga parecer verossímil tem uma certa explicação: é que por mais que se permita que os inspetores tenham acesso ao terreno, o imperialismo só consideraria que realmente “teve acesso” se lhe entregassem, ao imperialismo, todo o território e todo o seu poder.

O imperialismo parece um convidado que só considera que foi verdadeiramente convidado para nos visitar se lhe dermos o direito de queimar os nossos livros e defecar na nossa sala. Como isso não lhe permitimos, continuará a dizer que não foi convidado, que não teve pleno acesso.

Público - Inspector OSCE 1

Público - Inspector OSCE 2

http://www.publico.pt/mundo/noticia/sob-suspeita-separatistas-prorussia-impedem-acesso-ao-local-dos-destrocos-1663506

Obs.: este post diz respeito apenas à notícia referida e não, claro está, à questão da autoria do derrube do avião (sobre a qual não especularemos).

.

.

Posted in * | Leave a Comment »

MENSAGEM DO DIA

Posted by * em 11/07/2014

Mensagem do dia aos de-votos tótós da direita (PS incluído):

Nunca vos esqueçais, filhos meus, do sagrado princípio da subserviência aos poderes instituídos. Como já dizia Inácio de Loyola, “podemos estar convencidos de que tudo vai bem quando o superior assim ordena. Mesmo se Deus vos desse um animal irracional como senhor, não devíeis hesitar em obedecê-lo como sendo mestre e guia, porque Deus assim ordenou”…

E não é que a realidade é tal que é mesmo como se um deus tivesse enviado vários e bastante irracionais potestades para que os de-votos tótós da direita pudessem provar a sua fé através da subserviência plena?

Posted in * | Leave a Comment »

VERGONHA

Posted by * em 04/07/2014

Ter um presidente tacanho, reaccionário e pouco dotado intelectualmente (seja em termos de conhecimentos como de capacidades) já não é novidade: quem não se lembra do ridículo Américo Tomás? Mas um vaidoso rei da banalidade, saudosista-dos tempos-da-outra-senhora, que afirma querer governar “acima dos portugueses”, que pensa que em português se diz “cidadões” e que nem sequer sabe qual é a escolaridade obrigatória em vigor no país? É obra!

Tal como os outros velhos abutres, também este gosta de soletrar, com ar grave, discursos vácuos que outros escreveram. Em dias de glorificação bélico-chauvinista, até finge bater no peito. No mesmo peito que não hesita em diariamente arrastar pelo chão dos donos do mundo, em busca de migalhas e escrementos. E como a qualquer desprezível abutre social (diria a grande Sophia) também a este “a podridão lhe agrada e seus discursos/ Têm o dom de tornar as almas mais pequenas”…

Não é uma vergonha que “isto” pretenda representar todo um país?

Posted in * | 1 Comment »

PRAXISMO NUNCA MAIS!!!

Posted by * em 21/06/2014

Por respeito pela tragédia do Meco, houve, da nossa parte, uma voluntária contenção em relação à abordagem da questão do patológico fenómeno de extrema-direita denominado “praxe”. Mas, depois de ver que muitos membros das próprias famílias das vítimas não se deram ao respeito e filmaram-se na televisão NÃO para, inequivoca e veementemente, exigir imediata justiça e prisão dos fascistas das praxes mas para alimentar audiências televisivas, há que dizer o seguinte:
1) Estas famílias (embora não apenas elas) foram grandemente responsáveis pela formação distorcida da idiota personalidade dos jovens que resultaram vítimas dos macabros rituais sado-masoquistas a que se dedicavam alegremente, rituais em que participavam com o intuito de aprenderem a exercer as mesmas maldades sobre outros;
2) A luta contra as praxes faz parte da luta contra todos os fenómenos de extrema-direita que crescem neste início de século;
3) Se é compreensivel que a extrema-direita apoie estas anti-humanas sádicas práticas, é triste, muito triste, que alguns jovens de organizações progressistas aceitem participar voluntariamente deste monstruoso mundo praxista.

Posted in * | Leave a Comment »

BERLUSCONIS LUSOS

Posted by * em 06/06/2014

O governo  Coelhone-Portinhas tem um comportamento tipicamente berlusconiano: problemas em cumprir o mínimo da própria lei burguesa e um constante ataque aos tribunais, como se fossem estes os culpados por o governo Coelhone-Portinhas nao cumprir a lei! E há gente que os apoia sem reservas, há toda uma claque de foras da lei, de Berlusconis, Alcapones, Paulos Malufs (o mafioso amigo do Relvas), etc.

Posted in * | Leave a Comment »

PUSHKIN (1799-1837)

Posted by * em 25/05/2014

.

К ЧААДАЕВУ

Любви, надежды, тихой славы

Недолго нежил нас обман,

Исчезли юные забавы,

Как сон, как утренний туман;

Но в нас горит еще желанье,

Под гнетом власти роковой

Нетерпеливою душой

Отчизны внемлем призыванье.

Мы ждем с томленьем упованья

Минуты вольности святой,

Как ждет любовник молодой

Минуты верного свиданья.

Пока свободою горим,

Пока сердца для чести живы,

Мой друг, отчизне посвятим

Души прекрасные порывы!

Товарищ, верь: взойдет она,

Звезда пленительного счастья,

Россия вспрянет ото сна,

И на обломках самовластья

Напишут наши имена!

 

 PARA TCHAADAYEV

Amor, esperança, glória serena

Pouco tempo nos aliciou o engano,

Findaram as diversões juvenis,

Como um sonho, como a névoa matinal;

Mas ainda em nós o desejo arde,

Sob o jugo do poder fatal

Alma impaciente

Apelo a zelar pela Pátria.

Esperamos, com lânguida esperança,

Os minutos da sagrada alforria,

Como espera o jovem amante

Os minutos do fiel encontro.

Enquanto pela liberdade ardemos,

Enquanto o coração pela honra vive,

Meu amigo, dediquemos à pátria

As rajadas sublimes da alma!

Camarada, crê: ela elevar-se-á,

A estrela da cativante felicidade,

A Rússia despertará do seu sono

E sobre as ruínas do despotismo

Os nossos nomes gravarão!

 

 

Posted in * | Leave a Comment »

MARAVILHOSA SUGESTÃO DO MEU FILHO :-)

Posted by * em 25/05/2014

THE LAST INTERNATIONALE: WORKERS OF THE WORLD – UNITE!

I come from East Virginia Where I was born In an old back shed My father moved us To new Orleans Where he was forced To use his hands Then late one night They took him away from us Because he learned To use his head My mother cried When the judge said “life” The union Was his only crime I’m still told to leave it All behind I spent my whole life on A picket line…. Screaming, Workers Unite Don’t give up the fight Workers of the world – unite. Unite! At my old age I’m still working as a slave The bosses work you To your grave They claim to be Like common folk They packed their bags When the levees broke For five long days I watched the waters rise I was forgotten And left to die I’ve got no country I’ve got no home Or no one To call my own I’m driftin’ back To East Virginia I’m going back to that ol’ Dark shed I remember What my father said When he was waiting On line for bread: screaming, Workers Unite Don’t give up the fight Workers of the world – unite. Unite!

Posted in *, Música | 1 Comment »

DECLARAÇÃO DE VOTO

Posted by * em 22/05/2014

CDU

Posted in CDU | Leave a Comment »

DA DESEDUCAÇÃO EM PORTUGAL

Posted by * em 21/05/2014

1) O que pensariam de um professor, de qualquer avaliador, que se recusasse a mostrar os enunciados das provas que usou para avaliar os alunos? Que não permitisse a ninguém ver os testes e exames que usou? Seria isto demonstração de rigor? Seria isto sequer legal? Pois bem, a Cambridge School, com quem um certo businessman que detém o papel de implodidor da escola pública portuguesa fez a negociata de colocar a escola pública à disposição (escolas, professores, etc.) para ganhar umas massas servindo-se da escola pública enquanto a ajuda a destruir, pode fazer isto na maior das impunidades. Os exames devem ser sempre publicados para escrutínio geral, em alguns países até são publicados em jornais e não só na internet. Mas os amiguinhos do cRato nem deixaram sequer que os próprios professores avaliadores de inglês ficassem com um exemplar. Afinal, o “segredo é a alma do negócio”.

2) O que fazem os países europeus que não aplicam as teorias retrógradas salazarentas que não consideram que seja através de autoritarismo, decorebas e exames precoces que se melhora a qualidade do ensino? Educam e protegem as suas crianças de tenra idade e fazem-nas ser ensinadas, educadas e avaliadas pelos professores que as conhecem bem, que as ensinam, educam e motivam sem stresses e sem terapias de choque. O que faz um crápula, que mais parece um daqueles pais energúmenos que acham que se o filho de tenra idade não estuda isto seria apenas “falta de porrada”? Esse malcheiroso tentaria implementar uma educação autoritária, obrigaria as crianças a terapias de choque e a exames precoces, a contrapelo de toda e qualquer pedagogia minimamente avançada.

3) O que faria qualquer pessoa de bem e minimamente inteligente que quisesse avaliar as pedagogias não-diretivas? Faria uma avaliação minimamente dialética, mostrando que as pedagogias não-diretivas enfermam de um menosprezo pouco consistente em relação ao necessário papel do professor e da lecionação dos conteúdos, que utopicamente absolutizam a autonomia dos alunos e a entendem como algo já dado (e não como uma construção paulatina da autonomia) mas…fá-lo-iam sem negar a importância da construção paulatina da autonomia, sem cair na dicotomia educação autoritária/educação não diretiva. O que faz um salazarento que mais parece um fanático de madraça taliban? Para este, o ideal é a porrada psicológica, é mostrar aos catraios que têm de tremer de pânico perante os estudos, é…porrada psicológica e decoreba, obrigá-los a decorar” e repetir mantras. Perante a dicotomia que as pedagogias não-diretivas não superam, a tal dicotomia educação autoritária/educação não diretiva, o salazarento apenas escolhe o outro polo da dicotomia, o polo da educação autoritária.

4) O que faria qualquer pessoa de bem e minimamente inteligente que quisesse avaliar a importância de Rousseau na história da pedagogia? Estudaria a fundo e globalmente as ideias do filósofo e separaria dialeticamente o trigo do joio, mostrando que, apesar das contradições de Rousseau e dele estar na origem de muitas ideias utópicas caras às pedagogias da não-diretividade, deu um inegável e importantíssimo contributo histórico para a teoria da pedagogia, ao mostrar, por exemplo, a importância da compreensão da especificidade das faixas etárias, das razões da  motivação e da autonomia (apesar de Rousseau, tal como as pedagogias não-diretivas, não ver essa autonomia enquanto construção na qual o papel do professor e a lecionação de conteúdos, a par do desenvolvimento de competências, é de fundamental relevância). O que faz um salazarento-americanizado, apenas capaz de dicotomias maniqueístas? Recolhe umas quantas ideias de uns quantos amigos businessmen-americanos-metidos-no-negócio-da-educação e, sem conhecer Rousseau para além do que sobre ele leu e copiou à pressa a partir de dicionários temáticos e a partir dos textos vomitados pelos gurus businessmen-americanos-metidos-no-negócio-da-educação, cose o que copiou num texto de estudante pouco conhecedor, num texto risível em que a unilateralidade predomina e, munido dessa gosma superficial tenta atirar Rousseau total e globalmente para o lixo. Sem sequer compreender minimamente o filósofo criticado! A gosma salazarento-americanizada foi, como sabem, um livrinho deplorável e maniqueísta acerca do “eduquês”, um excremento que fez as delícias de outros salazarentos igualmente ignorantes, superficiais e adoradores de business-na-área-da-educação. Mais valia ter continuado a copiar, de manuais ou da internet, alguns dos milhares de exemplos de aplicação da matemática ao quotidiano e reuni-los em livros de popularização da matemática. Pelo menos isso tinha alguma utilidade que se visse. Agora… aventurar-se na teoria da pedagogia e na filosofia? Nããã, isso já não está ao alcance de businessmen-copiadores, lamentamos.

E esse tipo e o seu bando têm nas mãos o rumo da educação em Portugal…

Posted in *, Educação | 3 Comments »