OLHE QUE NÃO

olhequenao.wordpress.com

Archive for Julho, 2014

EUA E ISRAEL: COMO SEMPRE, JUNTOS NA CARNIFICINA

Posted by * em 31/07/2014

Há notícias que, para um honesto e minimamente perspicaz entendedor, praticamente nem necessitam de comentários:

“EUA entregam lote de armamento a Israel para repor perdas em Gaza”

De observar que as “perdas” que os preocupam não são as perdas humanas,

são “perdas” de armamento usado para matar crianças palestinas

Posted in cRato | 1 Comment »

ANDREIA ALMEIDA: A DIGNIDADE TEM NOME

Posted by * em 23/07/2014

          Há seres sórdidos neste mundo, que nos fazem quase desacreditar na espécie humana. É o caso de “gente” como Relvas, Passos, Portas, Cavacos, cRatos, etc. Mas depois, por vezes inesperadamente, vemos que afinal há também outras pessoas, geralmente pessoas anónimas, capazes de atos de heroísmo que nos deixam espantados e maravilhados, como se resgatassem a dignidade da lama, do fundo poço ao qual os cRatos deste mundo a atiraram, e a erguessem novamente, luminosa e pura, às alturas. É o caso de uma professora contratada, de nome Andreia Almeida, que estando inscrita para a prova PACCóvia na Escola (abocanhada pela direita) Emídio Navarro, de Almada, entrou e saiu da escola sem fazer a prova, sabendo que, com esta sua recusa, estava a colocar em risco o seu futuro. Disse Andreia Almeida que pedia desculpa aos pais mas não podia compactuar com uma injustiça. Sem me querer pronunciar sobre a questão de a recusa individual em fazer a prova ser ou não o caminho de luta mais correto (uma vez que a luta deve ser coletiva e não individual), há que, de qualquer modo, prestar homenagem a quem teve a coragem de um ato desses. E que diferença de posturas perante os olhos de quem quisesse ver: Andreia Almeida esteve disposta a, em nome de princípios, abdicar do seu futuro como professora; já os vermes que aceitaram ser vigilantes-carrascos de colegas preferiram cumprir um papel indigno e repugnante apenas para não melindrar minimamente o seu conforto PACCóvio.

          Que atos deveríamos querer como exemplo de retidão para os nossos filhos? Toda a burguesia pode achar que o ideal a seguir é a sordidez dos cRratos desta vida. São estes os exemplos enaltecidos diariamente na TV e nos jornais. Mas eu prefiro que o meu filho tenha como modelo o luminoso exemplo desta simples professora contratada que, na escola Emídio Navarro de Almada, a 22 de Julho de 2014, aceitou sofrer as pesadas consequências de se ter recusado a compactuar com a injustiça.

Posted in Educação | 5 Comments »

O ministro PACCóvio

Posted by * em 21/07/2014

Quem será o tal ministro neoliberal, com tiques fascistas, que já é conhecido como “o ministro PACCóvio”?

Resposta:

sim, é esse em quem você está a pensar neste momento!

🙂

Posted in * | Leave a Comment »

JORNALISMO DE QUALIDADE

Posted by * em 18/07/2014

Isto é que é jornalismo de qualidade: sempre de cócoras, a cumprir as ordens dos donos. No jornal Público online de hoje, aparece a notícia segundo a qual os “separatistas pró-Rússia” (quer dizer, segundo o jornal nos “ensina”, seriam apenas “separatistas” e não lutadores contra a opressão e pela liberdade do seu povo, seriam meros “separatistas pró-Rússia”, que certamente defenderiam os interesses da Rússia e não os do seu próprio povo) não teriam permitido o acesso da equipa de inspectores da OSCE aos destroços do avião MH17 da Malaysia Airlines no Leste da Ucrânia. E, para ilustrar este “impedimento”, colocam uma foto de, pasmem, um inspector da OSCE a… dialogar com um “militante separatista” em frente aos mesmíssimos destroços aos quais os inspectores não teriam acesso. Realmente os jornalistas vendidos conseguem escrever o contrário do que até as fotos que usam evidenciam. Talvez porque o capital “não permita o acesso” dos jornalistas ao seu próprio encéfalo enquanto reproduzem as notícias importadas. Seguem à risca a Décima terceira regra dos “Exercícios Espirituais” de Inácio de Loiola, segundo a qual “devemos manter [o princípio] de crer que o branco que eu vejo é preto, se a Igreja Hierárquica (ou o Capital, dir-se-ia hoje) assim o determinar”.

A razão para que esta contradição entre notícias e factos consiga parecer verossímil tem uma certa explicação: é que por mais que se permita que os inspetores tenham acesso ao terreno, o imperialismo só consideraria que realmente “teve acesso” se lhe entregassem, ao imperialismo, todo o território e todo o seu poder.

O imperialismo parece um convidado que só considera que foi verdadeiramente convidado para nos visitar se lhe dermos o direito de queimar os nossos livros e defecar na nossa sala. Como isso não lhe permitimos, continuará a dizer que não foi convidado, que não teve pleno acesso.

Público - Inspector OSCE 1

Público - Inspector OSCE 2

http://www.publico.pt/mundo/noticia/sob-suspeita-separatistas-prorussia-impedem-acesso-ao-local-dos-destrocos-1663506

Obs.: este post diz respeito apenas à notícia referida e não, claro está, à questão da autoria do derrube do avião (sobre a qual não especularemos).

.

.

Posted in * | Leave a Comment »

MENSAGEM DO DIA

Posted by * em 11/07/2014

Mensagem do dia aos de-votos tótós da direita (PS incluído):

Nunca vos esqueçais, filhos meus, do sagrado princípio da subserviência aos poderes instituídos. Como já dizia Inácio de Loyola, “podemos estar convencidos de que tudo vai bem quando o superior assim ordena. Mesmo se Deus vos desse um animal irracional como senhor, não devíeis hesitar em obedecê-lo como sendo mestre e guia, porque Deus assim ordenou”…

E não é que a realidade é tal que é mesmo como se um deus tivesse enviado vários e bastante irracionais potestades para que os de-votos tótós da direita pudessem provar a sua fé através da subserviência plena?

Posted in * | Leave a Comment »

VERGONHA

Posted by * em 04/07/2014

Ter um presidente tacanho, reaccionário e pouco dotado intelectualmente (seja em termos de conhecimentos como de capacidades) já não é novidade: quem não se lembra do ridículo Américo Tomás? Mas um vaidoso rei da banalidade, saudosista-dos tempos-da-outra-senhora, que afirma querer governar “acima dos portugueses”, que pensa que em português se diz “cidadões” e que nem sequer sabe qual é a escolaridade obrigatória em vigor no país? É obra!

Tal como os outros velhos abutres, também este gosta de soletrar, com ar grave, discursos vácuos que outros escreveram. Em dias de glorificação bélico-chauvinista, até finge bater no peito. No mesmo peito que não hesita em diariamente arrastar pelo chão dos donos do mundo, em busca de migalhas e escrementos. E como a qualquer desprezível abutre social (diria a grande Sophia) também a este “a podridão lhe agrada e seus discursos/ Têm o dom de tornar as almas mais pequenas”…

Não é uma vergonha que “isto” pretenda representar todo um país?

Posted in * | 1 Comment »