OLHE QUE NÃO

olhequenao.wordpress.com

Archive for 27 de Setembro, 2012

O INTRUJÃO ANDA A VER O “OLHE QUE NÃO”?

Posted by * em 27/09/2012

Eis um excerto do comentário do intrujão a 23 de Setembro de 2012 na TVI.

O advogado intrujão fazerdor-de-opiniões deve ter tido conhecimento do que vem nos posts

https://olhequenao.wordpress.com/2012/09/16/o-intrujao-fazedor-de-opiniao-decadas-com-a-mesma-lenga-lenga/

e

https://olhequenao.wordpress.com/2012/09/18/ca-esta-a-prova/

e como intrujão que é, tentou mais uma vez aldrabar o que foi criticado, dando a entender que era criticado por dizer que a comunicação e a capacidade de esclarecimento eram importantes na política. Mentira do intrujão: o que foi criticado não foi nem, obviamente, seria uma lapalissada destas. Só um estúpido completo acreditaria que o que se critica no intrujão é isto. Qualquer pessoa sabe que a comunicação é importante na política e que comunicar bem é importante e etc… e etc… e tal.

Não era nada disto que estava em causa.

O que foi criticado (e o intrujão sabe muito bem) é que ele transforma recorrentemente o problema real das medidas dos exploradores em um mero pseudo-problema de comunicação. Ou, como foi claramente dito no post escrito antes do intrujão repetir, pela milionésima vez, o seu truque baixo, o problema é que ele “Reiterada e nojentamente dá (ano após ano) a entender que o problema das políticas de espoliação é, fundamentalmente, de estas serem aplicadas sem que se saiba enganar convenientemente os incautos. E como advogado matreiro, lá vai ele, dando, repetidamente, a entender que o problema da defesa da escravidão é que não se comunicou a coisa de modo a que os escravos ficassem a pensar que a escravidão seria até uma coisa boa para eles “. É esta a questão, de dar a entender que a medida “só peca” por falha de comunicação: o assassino matou a maior parte da família? se houver “boa comunicação” os sobreviventes entenderão e até ficarão agradecidos. É esta a profissão de fé do intrujão. É isso que se critica nele, por mais que ele camufle a sua intrujice com mais outras intrijices. Isso é apenas esconder dejectos com dejectos: continuam a cheirar muito mal.

Posted in Marcelo Rebelo de Sousa | Leave a Comment »

SÁBADO: TODOS OS CAMINHOS VÃO DAR AO TERREIRO DO PAÇO

Posted by J. Vasco em 27/09/2012

Posted in CGTP | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

WILL NEVER WALK ALONE

Posted by J. Vasco em 27/09/2012

ESTOCOLMO

BILBAO

GOTEMBURGO

 

Pela Europa fora, os estivadores fizeram paralisações e manifestações de solidariedade com os seus camaradas portugueses que, sofrendo pressões e ameaças diárias, travam uma corajosa greve contra a privatização e a destruição do sector portuário. Uma bofetada na cara de todos os filisteus bem pensantes que sopram aos quatro ventos que a dimensão internacional da luta só existe por obra e graça dos «movimentos sociais».

Posted in * | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

PORTUGAL DOS PEQUENINOS

Posted by J. Vasco em 27/09/2012

«(…) a mim o que me preocupa é o título: “beauty of simplicity”. para mim, há uma ideologia pegada a esta palavra “simplicidade” que me dá a volta ao estômago. lá voltamos nós aos “pobres mas felizes”, os “orgulhosamente sós” deste governo que quer promover portugal como um país singelo, simples, pobrezito para os ricos virem cá jogar golfe (note-se a quantidade de vezes que o plano da bola de golfe aparece na imagem, mais do que outra qualquer referência). é isso: pobre, a beleza da simplicidade é esta, podemos continuar pobres, mas as paisagens são tão bonitas, não é? somos gente simples, gente calada, gente fodida, gente sem voz, gente com medo de existir mas que sorri a contemplar o douro ou o mar e, como os estrangeiros que tanto nos amam, devemos rejubilar-nos perante o facto de haver sempre sol e peixe grelhado e vinho barato. essas coisas simples que são o que é preciso para se viver uma vida simples e despreocupada e feliz, sem contas, sem casa para pagar, nem hipotecas, nem desemprego. e golfe, não se esqueçam, a simplicidade e a sua beleza estão naquele campo de golfe, bem aparado, bem regado, com a água que deixou de ser pública e que foi privatizada. golfe. golfe. golfe».

Com a devida vénia à Raquel Ribeiro. Tirado daqui.

Posted in * QUASE SEM COMENTÁRIOS | Leave a Comment »

INTRODUÇÃO DO MARXISMO EM PORTUGAL

Posted by J. Vasco em 27/09/2012

O Grupo de Estudos Marxistas, em parceria com a Biblioteca-Museu República e Resistência, organiza durante o mês de Outubro um ciclo de conferências sobre a introdução do marxismo em Portugal. As sessões realizam-se todas as segundas-feiras entre 1 e 22 de Outubro, às 18h30. A entrada é livre. No Espaço Grandella, Estrada de Benfica, 419.

PROGRAMA:

1ª sessão – 1 de Outubro. Manuel Dias Duarte – «Das origens ao início dos anos 20».

2ª sessão – 8 de Outubro. João Arsénio Nunes – «Carlos Rates e Bento Gonçalves»;
                                     Domingos Abrantes – «Dos anos 30 em diante».

3ª sessão – 15 de Outubro. Manuel Dias Duarte – «Bento de Jesus Caraça».

4ª sessão – 22 de Outubro. Carlos Bastien – «Armando Castro».

Posted in Armando Castro, Bento de Jesus Caraça, Bento Gonçalves, Carlos Rates, Grupo de Estudos Marxistas | Com as etiquetas : , , , , | Leave a Comment »