OLHE QUE NÃO

olhequenao.wordpress.com

Archive for Setembro, 2012

TOCA A COLOCAR NA AGENDA

Posted by J. Vasco em 30/09/2012

Atenção: começa já amanhã

Posted in Grupo de Estudos Marxistas | Com as etiquetas : , , , , | Leave a Comment »

A TERRA TREME

Posted by J. Vasco em 30/09/2012

Lisboa, 29 de Setembro de 2012

Posted in CGTP | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

CALHETA E SALTOS COM JESUS

Posted by * em 29/09/2012

Ainda bem que a democracia burguesa “permite a divulgação atempada das principais notícias do país e do mundo”, não é? Será isso assim tão simples? Vai-se ao “Google Notícias” no dia da maior manifestação convocada por uma central sindical em toda a história de Portugal. São 22:50. Selecciona-se “Portugal”, para que a notícia não se “perca” entre as muitas deste grande mundo. E aparecem as últimas e “principais” notícias “de Portugal” neste dia:

Câmara Municipal da Calheta recorre à ajuda do Estado

Rádio Calheta – ‎28/09/2012‎                                                         

A Câmara Municipal da Calheta vai recorrer ao plano de apoio criado pelo Governo da República para fazer face às dificuldades financeiras com que se debate atualmente. Manuel Baeta, presidente da Autarquia, afirma que já está a elaborar a candidatura …

Fugir à crise com saltos de avião, paraquedismo e Jesus

Porto24 – ‎Há 5 horas‎                                                       

Um grupo de cristãos e leigos lança na segunda-feira um serviço grátis para que os jovens se possam candidatar a realizar saltos de avião, paraquedismo e actividades radicais. Objectivo: fugir ao que o grupo qualifica como “crise de valores”. Leia o resto deste artigo »

Posted in * | Leave a Comment »

O INTRUJÃO ANDA A VER O “OLHE QUE NÃO”?

Posted by * em 27/09/2012

Eis um excerto do comentário do intrujão a 23 de Setembro de 2012 na TVI.

O advogado intrujão fazerdor-de-opiniões deve ter tido conhecimento do que vem nos posts

https://olhequenao.wordpress.com/2012/09/16/o-intrujao-fazedor-de-opiniao-decadas-com-a-mesma-lenga-lenga/

e

https://olhequenao.wordpress.com/2012/09/18/ca-esta-a-prova/

e como intrujão que é, tentou mais uma vez aldrabar o que foi criticado, dando a entender que era criticado por dizer que a comunicação e a capacidade de esclarecimento eram importantes na política. Mentira do intrujão: o que foi criticado não foi nem, obviamente, seria uma lapalissada destas. Só um estúpido completo acreditaria que o que se critica no intrujão é isto. Qualquer pessoa sabe que a comunicação é importante na política e que comunicar bem é importante e etc… e etc… e tal.

Não era nada disto que estava em causa.

O que foi criticado (e o intrujão sabe muito bem) é que ele transforma recorrentemente o problema real das medidas dos exploradores em um mero pseudo-problema de comunicação. Ou, como foi claramente dito no post escrito antes do intrujão repetir, pela milionésima vez, o seu truque baixo, o problema é que ele “Reiterada e nojentamente dá (ano após ano) a entender que o problema das políticas de espoliação é, fundamentalmente, de estas serem aplicadas sem que se saiba enganar convenientemente os incautos. E como advogado matreiro, lá vai ele, dando, repetidamente, a entender que o problema da defesa da escravidão é que não se comunicou a coisa de modo a que os escravos ficassem a pensar que a escravidão seria até uma coisa boa para eles “. É esta a questão, de dar a entender que a medida “só peca” por falha de comunicação: o assassino matou a maior parte da família? se houver “boa comunicação” os sobreviventes entenderão e até ficarão agradecidos. É esta a profissão de fé do intrujão. É isso que se critica nele, por mais que ele camufle a sua intrujice com mais outras intrijices. Isso é apenas esconder dejectos com dejectos: continuam a cheirar muito mal.

Posted in Marcelo Rebelo de Sousa | Leave a Comment »

SÁBADO: TODOS OS CAMINHOS VÃO DAR AO TERREIRO DO PAÇO

Posted by J. Vasco em 27/09/2012

Posted in CGTP | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

WILL NEVER WALK ALONE

Posted by J. Vasco em 27/09/2012

ESTOCOLMO

BILBAO

GOTEMBURGO

 

Pela Europa fora, os estivadores fizeram paralisações e manifestações de solidariedade com os seus camaradas portugueses que, sofrendo pressões e ameaças diárias, travam uma corajosa greve contra a privatização e a destruição do sector portuário. Uma bofetada na cara de todos os filisteus bem pensantes que sopram aos quatro ventos que a dimensão internacional da luta só existe por obra e graça dos «movimentos sociais».

Posted in * | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

PORTUGAL DOS PEQUENINOS

Posted by J. Vasco em 27/09/2012

«(…) a mim o que me preocupa é o título: “beauty of simplicity”. para mim, há uma ideologia pegada a esta palavra “simplicidade” que me dá a volta ao estômago. lá voltamos nós aos “pobres mas felizes”, os “orgulhosamente sós” deste governo que quer promover portugal como um país singelo, simples, pobrezito para os ricos virem cá jogar golfe (note-se a quantidade de vezes que o plano da bola de golfe aparece na imagem, mais do que outra qualquer referência). é isso: pobre, a beleza da simplicidade é esta, podemos continuar pobres, mas as paisagens são tão bonitas, não é? somos gente simples, gente calada, gente fodida, gente sem voz, gente com medo de existir mas que sorri a contemplar o douro ou o mar e, como os estrangeiros que tanto nos amam, devemos rejubilar-nos perante o facto de haver sempre sol e peixe grelhado e vinho barato. essas coisas simples que são o que é preciso para se viver uma vida simples e despreocupada e feliz, sem contas, sem casa para pagar, nem hipotecas, nem desemprego. e golfe, não se esqueçam, a simplicidade e a sua beleza estão naquele campo de golfe, bem aparado, bem regado, com a água que deixou de ser pública e que foi privatizada. golfe. golfe. golfe».

Com a devida vénia à Raquel Ribeiro. Tirado daqui.

Posted in * QUASE SEM COMENTÁRIOS | Leave a Comment »

INTRODUÇÃO DO MARXISMO EM PORTUGAL

Posted by J. Vasco em 27/09/2012

O Grupo de Estudos Marxistas, em parceria com a Biblioteca-Museu República e Resistência, organiza durante o mês de Outubro um ciclo de conferências sobre a introdução do marxismo em Portugal. As sessões realizam-se todas as segundas-feiras entre 1 e 22 de Outubro, às 18h30. A entrada é livre. No Espaço Grandella, Estrada de Benfica, 419.

PROGRAMA:

1ª sessão – 1 de Outubro. Manuel Dias Duarte – «Das origens ao início dos anos 20».

2ª sessão – 8 de Outubro. João Arsénio Nunes – «Carlos Rates e Bento Gonçalves»;
                                     Domingos Abrantes – «Dos anos 30 em diante».

3ª sessão – 15 de Outubro. Manuel Dias Duarte – «Bento de Jesus Caraça».

4ª sessão – 22 de Outubro. Carlos Bastien – «Armando Castro».

Posted in Armando Castro, Bento de Jesus Caraça, Bento Gonçalves, Carlos Rates, Grupo de Estudos Marxistas | Com as etiquetas : , , , , | Leave a Comment »

“NÃO ME FILMAS A CARA! NÃO ME FILMAS A CARA! NÃO ME FILMAS A CARA!”

Posted by * em 26/09/2012

“Não me filmas a cara!”,

vocifera

(enquanto agride o jornalista)

o capanga do Ladrão que foi homenagear o fascista!

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Politica

http://www.tvi24.iol.pt

http://www.tvi.iol.pt

É normal que tipos desses não queiram mostrar a cara.

Mas,

como já não estamos nos tempos do fascista homenageado,

cá está a carinha laroca que ele não queria mostrar!

      OBS: claro o governo Relvas não deve sequer saber disso, mas até mesmo nas ditaduras como aquela à qual que serviu o homenageado as instituições académicas minimamente dignas não costumam permitir a actuação selvagem de forças policiais no seu interior. É o mínimo de dignidade que se pode esperar destas instituições.

Posted in * | Leave a Comment »

O GOVERNO MENTE

Posted by J. Vasco em 25/09/2012

CGTP-IN ESCLARECE INTERPRETAÇÃO RELATIVA AOS CORTES DOS SUBSÍDIOS

«As recentes declarações, designadamente do Primeiro-ministro, sobre algumas medidas em discussão na reunião de ontem do Conselho Permanente de Concertação Social, terão provocado alguns erros de interpretação junto da população, que aliás têm solicitado junto da central os respectivos esclarecimentos, considerando por isso a CGTP-IN pertinente e relevante esclarecer.

O Governo está a fazer um jogo de palavras para enganar os portugueses aos quais roubou os subsídios de férias e de natal de 2012.

Quando fala em devolver o Governo mente, porque não vai devolver coisa nenhuma.

O que quer dizer é, simplesmente, que em 2013, pretende sonegar um subsídio, dos dois que tinha decidido retirar e o Tribunal Constitucional anulou por inconstitucionalidade.

Em circunstância alguma o Governo prevê devolver, de facto, os valores roubados aos referidos cidadãos.

Esta é a conclusão da CGTP-IN, pelo que consideramos uma afronta aos trabalhadores que o Governo se permita, a propósito de uma matéria sensível e vital, lançar a confusão e criar falsas expectativas junto dos trabalhadores, reformados e pensionistas, atingidos por tal medida no corrente ano.

O Governo deve esclarecer de forma rigorosa esta questão e abster-se de tais manipulações na tentativa de suavizar as medidas que se prepara para impor nos próximos tempos».

 

DIF/CGTP-IN
Lisboa, 25.09.2012

Posted in CGTP | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

DESCER OS SALÁRIOS – SEJA POR QUE VIA FOR

Posted by J. Vasco em 23/09/2012

Rui Baptista e seus muchachos começaram cedo o trabalho de sapa no interior das salas de São Bento: o protesto «dos portugueses» dirigir-se-ia afinal, única e exclusivamente, às alterações avançadas pelo governo à TSU. Mais nada. O primeiro-ministro, como não é «cego» nem «surdo», saberia por isso «calibrar» e «modelar» esta medida, senão mesmo abdicar dela, e o mundo poderia voltar, logo a seguir, a ser belo e límpido como dantes. Os sósias do Baptista nas televisões, nas rádios e nos jornais apressaram-se a replicar a converseta, e hoje a imprensa garante-nos a pés juntos que foi passada uma «certidão de óbito» às alterações na TSU.

As mentiras não acabam, é o que se conclui.

As medidas do governo em relação à TSU, diga-se preto no branco, não receberam «certidão de óbito» coisa nenhuma. Estão vivas e para durar – se nós não as derrotarmos. Elas vigorarão, imponentes e poderosas, nas «empresas que criem novos empregos», ou seja, os trabalhadores contratados para novos postos de trabalho, para além dos cortes nos salários e nos subsídios que vão sofrer, descontarão mais 7% para a segurança social. Na verdade, a mexida na TSU é um antiquíssimo sonho da burguesia, especialmente vindo ao de cima (com indisfarçada excitação) durante a última campanha eleitoral. Com efeito, o significado das recentes escaramuçazitas entre a burguesia exportadora e a burguesia mais dependente do mercado interno não pode ser nem exagerado, nem absolutizado. Elas são somente momentos de disputa inter-burguesa pela apropriação e pela distribuição da mais-valia produzida pelos trabalhadores. Não mais do que isso. Ao mesmo tempo, a mascarada serviu às mil maravilhas aos capitalistas para vituperar, mais uma vez, «os políticos», cavalgando a onda de protestos e criando a imagem de que também eles são atingidos pela política («incompetente») do governo. O estado como aparelho ao serviço de uma classe permanece assim, para a grande maioria, longe da vista.

Por outro lado, o governo não recuou um milímetro que fosse no seu objectivo principal: a descida dos salários, seja por que via for. É esse o grande alvo da burguesia e é nisso que estão apostadas as troikas – a caseira e a internacional. Depois de 30 anos de desindustrialização, o país não tem uma base produtiva onde se possam incorporar inovações tecnológicas. É neste quadro que a sucção de mais-valia é feita assentar na descida  dos salários dos trabalhadores, na retirada de direitos fundamentais e no aumento dos horários e do número de dias de trabalho. Resumindo: no aumento da exploração.

Só a luta dos trabalhadores poderá inverter o cenário que está montado. E ela vai crescer, intensificar-se e ganhar força. Até se tornar imparável. Até se tornar invencível.

Posted in PP, PP Coelho | Com as etiquetas : , | Leave a Comment »

NEM NÓS ESPERARÍAMOS OUTRA COISA

Posted by * em 21/09/2012

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Há quem confunda teatro com realidade, mas o “licenciado” vem colocar os pontos nos is:

“Miguel Relvas garante que ‘claro’ que confia em Paulo Portas”

In: http://visao.sapo.pt/

Comentários para quê?

Posted in * QUASE SEM COMENTÁRIOS, PP | Leave a Comment »

FEDE A SALAZAR

Posted by * em 19/09/2012

Durante a ditadura fascista, havia a prática execrável de fabricar “arrependidos”: as pessoas eram coagidas, sob ameaça de serem completamente aniquiladas, a renegar publicamente aquilo em que acreditavam, a “pedir desculpas” às forças da repressão, à família e ao país, etc. Esta  abominável encenação forçada servia para destruir a dignidade dos presos e para intimidar os demais, criando uma pesada e irrespirável nuvem cinza de medo que cobria o país.

Pois bem, parece que esta prática não morreu (certamente sem que as as forças da repressão tenham direito legal a fazê-lo): os manifestantes presos durante a manifestação de 15 de Setembro terão, além da prisão, de passar pela antiga (e já julgada extinta) humilhação do tal pedido de desculpas salazarento. Concorde-se ou não com o que defendem os manifestantes presos, a verdade é que um calafrio de gelo deve percorrer o coração de todos os que se bateram pela democracia neste país…

Posted in PP Coelho | Leave a Comment »

OLIGOFRENIA?

Posted by * em 18/09/2012

Este slideshow necessita de JavaScript.

A política do governo é reaccionária, de um inumano neoliberalismo… isso, uma pessoa que esteja atenta, faça um esforço para compreender e não tenha ficado cega pelos preconceitos burgueses, pode perceber.

Mas…

já perguntaram se, além disso, o país não terá permitido que as suas finanças ficassem nas mãos de um oligofrénico? Este verdadeiro Mr.Bean , com o seu jeitinho de débil mental, l..l..l..l..l..e..e..e..e..e..n..n..n..n..n…..t..t..t..t..i..i..i..i…..n..n..n..h..h..h..o..o..o a pensar e falar, não deveria ser permanentemente acompanhado ao nível das Necessidades Educativas Especiais (NEE) ou mesmo ao nível médico da terapia da Oligofrenia mais profunda? Talvez seja não apenas uma questão política mas também médica. Não dizemos que sim nem que não, deixamos isso a cargo de quem se der ao trabalho de uma investigação. Para uma primeira aproximação, aqui está um link sobre o tema:

http://vieiracaetano.org/oligo.pdf

Posted in * | Leave a Comment »

CÁ ESTÁ A PROVA!

Posted by * em 18/09/2012

ANTES:

https://olhequenao.wordpress.com/2012/09/16/o-intrujao-fazedor-de-opiniao-decadas-com-a-mesma-lenga-lenga/

DEPOIS:

Excertos da entrevista dada DEPOIS de ter sido escrito o post acima referido

Posted in *, FIGURAS, Marcelo Rebelo de Sousa | 1 Comment »

CONVERSAS COM LIVROS

Posted by J. Vasco em 17/09/2012

24 de SETEMBRO, segunda-feira, 18h30

na BMRR, Espaço Grandela, Benfica

APAREÇAM

Posted in Grupo de Estudos Marxistas | Leave a Comment »

O INTRUJA “FAZEDOR DE OPINIÃO”: SEMPRE COM A MESMA LENGA-LENGA

Posted by * em 16/09/2012

MILAGRE! MILAGRE!

Hoje, o vaidoso veterano do PSD Rebelo de Sousa vai fazer mais um dos seus comentários “isentos” acerca da situação actual mas, “incrivelmente“, nós já sabemos, mesmo antes de ter sido proferido, como será!

###

Não, não é uma capacidade premonitória miraculosa, não é um dom divino, não foi o Mister Chibanga que nos contou: apenas, ao contrário de muitos que sorvem acriticamente as lavagens de cérebro do intrujão, nós conhecemos a figura de ginjeira. Este reaccionário diz sempre a mesma coisa, fingindo sempre que diz coisas novas.

Hoje poderão comprovar: ele vai defender o essencial da política da Des-Tróika e dos seus fantoches, insistindo na inevitabilidade e na inexistência de outro caminho, alertando para o “enorme perigo” da “ingovernabilidade”, elogiando (apesar dos “involuntários” erros crassos) a “boa intenção” dos bandidos do governo, dando a entender que as deficiências do governo têm a ver, principalmente, com a capacidade de… COMUNICAÇÃO” (leia-se, capacidade de ARTIMANHA, capacidade de INTRUJICE: o tempo e o modo deveriam ser melhor escolhidos, a espoliação deveria ser “embrulhada” no orçamento para passar desapercebida, deveria ter havido uma preparação prévia das vítimas, poder-se-ia ter escolhido um outro roubo equivalente mas que não se notasse tanto, dever-se-ia ter cuidado com o casting e com o ilegal “contornar” da decisão do Tribunal Constitucional, haveria que ter cuidado com as tensões politico-sociais e com o crescente e assustador descontentamento das vítimas, etc).

O intrujão profissional faz o mesmo tipo de comentários há décadas: sempre a elogiar tudo o que é exploração e a “criticar” (para criar a aparência de isenção) um ou outro detalhe irrelevante. Reiterada e nojentamente dá (ano após ano) a entender que o problema das políticas de espoliação é, fundamentalmente, de estas serem aplicadas sem que se saiba enganar convenientemente os incautos. E como advogado matreiro, lá vai ele, dando, repetidamente, a entender que o problema da defesa da escravidão é que não se comunicou a coisa de modo a que os escravos ficassem a pensar que a escravidão seria até uma coisa boa para eles. As questões fundamentais que preocupam o vaidoso intrujão são: como enganar? Como melhor embustear? Como melhor endrominar? Como melhor embromar? Como melhor aldrabar? Como melhor mentir? como melhor seduzir? Como melhor sofismar? Como melhor enrolar? Como melhor lograr? Como melhor iludir? Como melhor ludibriar? Como melhor trapacear? Como melhor burlar? Como melhor mistificar? Como melhor tapear? Como melhor confundir? Como melhor vigarizar? Como melhor imposturar? Como melhor ocultar? como melhor disfarçar? Como melhor engrupir?

Como vêem, muitas e sérias são as questões que preocupam o tipo que os média burgueses tentam sempre, servilmente, fazer passar como “o professor” (como se toda a população portuguesa consistisse em aluninhos pequenininhos e palerminhas, à espera do teacher da banha-de-cobra). Pois, muitas parecem ser as preocupações e questões do manhoso advogado dos exploradores. Mas, se repararmos, todas estas questões se resumem a uma: como melhor intrujar?

O senhor vaidade prepara a sua candidatura a presidente. Claro, era só o que faltava para a plena felicidade da nação: depois de um salazarento amanuense burro, nada melhor do que um salazarento advogado intrujão.

Posted in FIGURAS, Marcelo Rebelo de Sousa | 2 Comments »

A TROIKA DESTRÓI! DESTRÓI A TROIKA!

Posted by * em 13/09/2012

Levantemo-nos contra a praga que destrói o país e a vida dos trabalhadores!

É a dignidade dos trabalhadores contra a catas-troika e os seus fantoches, os capitalistas e demais sanguessugas que assentaram arraiais no governo!

Se podíamos ficar em casa? Sim, mas… assim seria a mesma coisa!

E o povo não aceita ser destruído!

Venham as MANIFS! Venha o povo que não se verga!

A TROIKA DESTRÓI!

DESTRÓI A TROIKA!

Posted in * | Leave a Comment »

PINOCRATO ALDRABÃO

Posted by * em 11/09/2012

Este governo é o que de mais mafioso já houve em Portugal. Se toda a burguesia é mafiosa, esta é a parte mais mais violentamente mafiosa da burguesia. E este carácter revela-se tanto nos serviços prestados ao capital na exploração dos trabalhadores como no ataque a conquistas básicas no âmbito da saúde e educação. A máfia nem finge respeitar os elásticos e classistas limites da própria legalidade burguesa, a máfia nem se compadece com o mínimo respeito pela verdade quando a questão é enganar para lucrar. E a máfia adora mentir e aldrabar. Eis alguns dos muitos exemplos e questões que permitem ver como o tipo que está a destruir a educação pública aldraba os ingénuos:

1) “A percentagem de alunos entre os 15 e os 19 anos vai aumentar 10% ou mais por comparação com a última década. A previsão é da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e contraria as projecções apresentadas pelo ministro Nuno Crato nos últimos dias.”

http://www.publico.pt/Educa%C3%A7%C3%A3o/previsoes-da-ocde-contrariam-nuno-crato–1562526

2) O aldrabão cita frequentemente dados escolhidos acerca de uma queda da taxa de natalidade. Mas… a taxa de natalidade tem repercussões imediatas no ensino nestes mesmos anos em que ocorre? As crianças, ao nascerem, vão logo, nesse mesmo ano de nascimento, para a escola e o secundário? Mesmo sem irmos à questão óbvia de a variação demográfica não depender unicamente da taxa de natalidade, a quantidade de professores necessários depende unica e exclusivamente da taxa de natalidade? Não há, por exemplo, disciplinas e apoios que não estavam à disposição de alunos da escola pública? Não há uma infinidade de carências educativas a colmatar que não se subordinam à variação da taxa de natalidade? Em relação à também frequentemente referida diminuição da quantidade de alunos a frequentar o ensino, há alguma manipulação de números (essa “diminuição” não corresponde, por exemplo, nos diferentes graus de ensino às diferentes taxas de despedimentos de professores… e o primeiro ponto deste post mostra que nem a OCDE corrobora as mentiras aventadas).

3) Se o ataque à escola pública levou a que o número de contratações ficasse, de um ano para o outro, pela metade, acham que de um ano para o outro há uma diminuição correspondente de crianças no país? Seria um caso único na história da humanidade!

5) Será que a taxa de quem frequenta o ensino (que hoje inclui praticamente todas as faixas etárias) se mantém inalterada ao longo dos anos, apenas variando a quantidade de alunos por efeito de variações da taxa de natalidade? Será que agora ainda se mantém a taxa de frequência à escola do acarinhado tempo da outra senhora (da época salazarenta de que o governo tem saudades) quando as pessoas, embora certamente nascessem e crescessem, não frequentavam, na sua enorme maioria, a escola para além da quarta classe (quando tanto)?

6) Claro que o aldrabão entremeia o seu discurso demagogo-melífluo com a fingida defesa do rigor e do estudo. Mas basta ver como o desenvergonhado aumenta a quantidade de alunos por turma e incentiva e promove a “autonomia” de contratação (para que toda a sorte de directores-mini-ditadores de escolas TEIP e com autonomia possam mafiosamente colocar a seu bel-prazer a sobrinha e o amigo do filho e o filho do amigo, independentemente da graduação destes) para vermos em que “Relvas” e cunhas cresce esse “rigor” e essa “preocupação” pedagógica (e o mentiroso compulsivo lá vai dizendo, sabendo que não é verdade, que há uma plataforma de colocação “automática” nas Ofertas de Escola).

7) Em relação à necessidade de “racionalizar recursos”, também o tipo mente com quantos dentes tem na boca: basta ver que, por razões de compadrio e ideológicas, não tirou um cêntimo à choruda ajuda de 85 mil euros por turma que dá aos amigos parasitas do ensino particular, aos que fazendo da educação um negócio, continuam a parasitar o Estado. Nem um cêntimo diminuiu! Isso, enquanto destrói a vida de milhares de professores do ensino público. Isso, enquanto continua a “implodir” a educação pública.

8) etc., etc… (pena que os jornalistas que entrevistam os mafiosos estejam apenas a trabalhar para eles, em vez de serem jornalistas. É a carreirazinha e o dinheirinho, não é?).

PS: são tantas as mentiras e aldrabices deste mentiroso compulsivo que nem é possível referir todas. Só mais esta: “Na sua entrevista ao Sol, na sexta-feira passada, e à TVI, na segunda-feira, o ministro Nuno Crato justificou que a máquina da escola pública não precisa de mais docentes porque o número de alunos no sistema diminuiu 200 mil. Ou seja, há menos 200 mil estudantes no ensino. Portanto não são precisos tantos professores. Duzentos mil em três anos? Foi a peste? Um terramoto? A emigração? Ou a diminuição da natalidade, como argumentou Nuno Crato? Não. O PÚBLICO descobriu que foi um erro nas estatísticas do ministério: a inclusão do número dos adultos das Novas Oportunidades. O ministro comparou dados de um ano de expansão das Novas Oportunidades – que tinham pouquíssimas aulas com professores, mas que eram acompanhados por formadores, logo, o argumento de não serem precisos professores por causa destes adultos não pode ser usado – com os de outro ano onde as Novas Oportunidades não foram contempladas. Um erro? Como é que um ministro que tanto ama o rigor e a exigência não soube ler os números? BW”

http://www.educaremportugues.com/2012/09/o-ministro-matematico-e-estatistica.html

E aqui: “Acho que agora fica claro que o MEC recorreu aos alunos das NO para, de forma algo ardilosa, induzir em erro a opinião pública sobre o número de alunos em permanência nas aulas para as quais foi aberto concurso para docentes. E esqueceu-se de acrescentar que no mesmo período se aposentaram mais de 10% dos professores dos quadros. Resta saber se Nuno Crato o fez de forma consciente, se achou por bem acreditar nos números que lhe tenham fornecido. Em qualquer cos casos, deveria existir alguma responsabilização…”

http://educar.wordpress.com/2012/09/20/um-pouco-mais-de-rigor-por-favor-2/

Saber “ler” e manipular os números ele sabe, sim. Saber mentir ele sabe como ninguém. Temos é nós de saber ler os números e descobrir as mentiras. Temos de ficar com o pé atrás em relação a tudo o que ele vomita e conferir cada intrujice deste tipo. É que ele mente, mente, mente que se farta, mente descaradamente.

P.S.: esta do dia 14.09.2012: o secretário-geral da Fenprof, Mário Nogueira, defendeu a demissão do ministro da Educação, por este estar a destruir a escola pública. E acrescentou: “[Nuno Crato] tem em  muitos casos omitido a verdade, fugido à verdade, sido demagogo naquilo  que fala e até inclusivamente recorrido à mentira”.

http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2012/09/14/fenprof-defende-demissao-de-nuno-crato

Quer dizer, já se comenta por todo o lado que o tipo é, além de reaccionário, um reles mentiroso, um aldrabão!

Posted in * | 1 Comment »