OLHE QUE NÃO

olhequenao.wordpress.com

38 ANOS DE SAUDADES

Posted by J. Vasco em 22/04/2012

O Paulinho das feiras já lá vai. Junto com o paleio demagógico da «lavoura» e dos «reformados», e com a boina de lavrador. Estão bem guardados (quem sabe se ao pé das 60 mil fotocópias do Ministério da Defesa…), prontos para usar quando voltar a ser tempo de compor a personagem e cheirar a poleiro outra vez.

No último ano, a pose tem sido outra: a do chamado «homem de estado», de cenho carregado, falando baixinho e exibindo «prudência», «recato» e «responsabilidade». A «carreira» do político assim o exige. Os pacóvios do comentário dominado (e dominante) assim lhe recomendam. Mas principalmente assim lhe dizem para fazer os seus mandantes: os empresários que procuram «investir» lá fora.

Nestes dias, veio ao de cima o mais íntimo de Paulo Portas. Marioneta dos grandes interesses espoliadores do continente africano, falou de alto aos guineenses e lançou-lhes ameaças de invasão a coberto da «comunidade internacional». Paulo Portas move-se no processo neocolonial em curso como peixe na água. Os 38 anos de saudades do Portugal fascista aguçam-lhe o esmero.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: