OLHE QUE NÃO

olhequenao.wordpress.com

Archive for Novembro, 2011

SOBRE LÉNINE E A FILOSOFIA

Posted by Patrícia B. em 27/11/2011

Conversas com Livros

Com José Barata-Moura

Apresentação João Vasco Fagundes

APARECE e CONVERSA!

Anúncios

Posted in * | 1 Comment »

DEUS NO CÉU E CRISE NA TERRA

Posted by * em 23/11/2011

A igreja católica anda satisfeita… condoída mas satisfeita. satisfatoriamente condoída mas condoidamente satisfeita. A crise, a crise… ora, a crise traz milhões à igreja, muitos milhões. Ah, sim, também traz ovelhas novas e submissas para o rebanho. Mas estamos agora a falar dos milhões que a fazem mover-se, o verdadeiro espírito santo da nossa época: o dinheirinho, o cacau, a massa, o kumbú, a grana, o papel, o vil metal, o pilim, a cheta, o arame, o carcanhol.

A Igreja, gerindo o alienado “suspiro da criatura oprimida”, sempre soube ver nas crises uma oportunidade de crescimento e crescimento também e em termos de Incomes/Outcomes. Aqui são ajudas monetárias, ali são esmolas e heranças, aqui é conquista de privilégios, acolá são convénios com grandes grupos económicos, aqui é aquisição de espaços, acolá é avanço na privatização do ensino, aqui são aplicações financeiras, além (ou já aqui) é o roubar as misericórdias públicas que, de um golpe, são colocadas nos seus mafiosos bolsos (numa operação que pode ser classificada como roubo com base nas próprias normas jurídicas burguesas). E assim vai a igreja: condoída e satisfeita. Pondo as mãos no peito, enxugando as lágrimas e, condoidamente, contando as notas.

Posted in Igreja | Leave a Comment »

LUMINOSA

Posted by J. Vasco em 23/11/2011

Posted in Greve Geral | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

A FORÇA DA GREVE GERAL

Posted by J. Vasco em 23/11/2011

 

ACOMPANHA, DIVULGA, PARTICIPA.

(clicar na imagem)

 

Posted in Greve Geral | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

O NEGÓCIO DA CARIDADEZINHA

Posted by J. Vasco em 20/11/2011

 

«O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, anunciou em Vila Real, neste sábado, que o Governo vai devolver às misericórdias os hospitais públicos que foram nacionalizados depois do 25 de Abril de 1974».

via Público

 

Posted in Barata-Moura, Igreja, PP Coelho, PSDois | Com as etiquetas : , , | Leave a Comment »

NÃO É UMA BOLA DE CRISTAL, É TEORIA

Posted by * em 20/11/2011

Quando o demagogo Fernando Nobre enganava algum pessoal menos atento, nós já chamávamos a atenção, aqui, para o carácter reaccionário da sua demagogia; quando o povo egípcio comemorava o êxito do derrube de Mubarak, nós já chamávamos a atenção, aqui, para o carácter incompleto desta mobilização, devido ao facto de o poder permanecer nas mãos da mesma classe. Enquanto o povo espanhol vota, nós já chamamos a atenção para o facto de muitos dos que agora ingenuamente votam na direita virem a desiludir-se, daqui a pouco tempo, com o resultado da sua escolha. Dirão que não poderiam prever que assim seria, que ninguém pode adivinhar o futuro, que o futuro é imperscrutável; nós, pelo contrário, saberemos que isso não é verdade e que só se desiludiram por se terem deixado iludir.

É por termos uma bola de cristal? Não, o que temos é algo que se chama MARXISMO, que nos permite compreender a lógica dos processos históricos.

Numa época em que se nega insistentemente a possibilidade de apreensão teórica do futuro e se dilui a teoria numa perspectiva pragmática imediatista, importa sublinhar que o presente não existe isoladamente, o presente tem em si passado e futuro. Assim é a realidade e assim deve apreendê-la a teoria.

Posted in Marxismo | Leave a Comment »

TODOS AOS PIQUETES!

Posted by J. Vasco em 18/11/2011

Gerd Arntz Web Archive, por amabilidade do Pedro Pousada, há um ano

 

Retomam-se aqui as palavras de há um ano:

«Os piquetes de greve são elementos fundamentais da luta dos trabalhadores contra a repressão e contra os boicotes dos amarelos. São escolas de resistência e de organização. Terão nas lutas futuras um papel cada vez mais decisivo. E, senhores burgueses e respectivos lacaios (fardados ou não), podeis tremer: os piquetes alargar-se-ão amplamente, multiplicar-se-ão, consolidar-se-ão e fortalecer-se-ão. Até à vitória final».

 

Posted in Greve Geral | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

ABRE OS OLHOS E OLHA, ABRE OS BRAÇOS E LUTA

Posted by J. Vasco em 18/11/2011

 

A burguesia bem tenta que assim não seja. Tenta por todos os meios. As televisões não passam, os jornais não falam, a universidade dá alento a «sociólogos» marca Villaverde Cabral que decretaram o fim da classe operária nos anos 80 e que propõem o fim do 1º de Maio no ano de 2011.  Mas a verdade é que os trabalhadores levantam-se, organizam-se e lutam. A verdade é que as organizações de classe dos trabalhadores – perseverantes, actuantes, firmes, com saber histórico e ligação às massas – reúnem, debatem, esclarecem e mobilizam. E não desfalecem. E não desistem. E organizam.

A greve geral é a força dos trabalhadores. É a demonstração de que não são objectos passivos, às ordens do capital, mas sujeitos conscientes capazes de se emanciparem (e com eles a humanidade) e de determinarem a história.

VIVA A GREVE GERAL! 

 

Posted in Greve Geral | Com as etiquetas : | 1 Comment »

LÉNINE E A FILOSOFIA

Posted by J. Vasco em 15/11/2011

Posted in *, Barata-Moura, Grupo de Estudos Marxistas, Lenin | Com as etiquetas : , , | Leave a Comment »

A BEM DA NAÇÃO

Posted by J. Vasco em 15/11/2011

“A promoção de Portugal através da imagem ou do som deve ser enquadrada numa visão de política externa e portanto sob quase que a orientação ou em contrato de programa com o Ministério dos Negócios Estrangeiros”, afirmou o economista João Duque, que defendeu mesmo que a informação veiculada pelo canal internacional deve ser “filtrada” e “trabalhada” para passar a mensagem de promoção do país. Um tratamento da informação que, acrescentou, “não deve ser questionado”. “A bem da Nação”, rematou.

via Público

Posted in * QUASE SEM COMENTÁRIOS, FIGURAS | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

CONSTRUIR LUTANDO

Posted by qmiguel em 01/11/2011

A destruição dos  movimentos e das organizações comunistas, a sua respectiva descaracterização, é algo comum na história europeia recente. Mais complicado será certamente reorganizar, re-fazer, construir o que foi liquidado. É esta a tarefa actual de muitos comunistas em muitos países e organizações por essa europa fora. Deixo-vos aqui aquilo que creio ser um caso único de uma  corajosa “reconstrução” de uma organização. Depois do eurocomunismo, da dependência do PCE e daquilo que os próprios caracterizaram como “o caos”, as juventudes comunistas espanholas conseguiram reorientar a sua participação tornando-se hoje numa importante organização de classe, numa escola política e numa vanguarda concreta que está presente nas mais importantes lutas que decorrem no nosso país vizinho. A verdade é que nos últimas décadas, a UJCE passou da quase-inexistência a um actor político concreto da luta de classe. A adopção do marxismo-leninismo como base ideológica(1993), do princípio de unidade na acção (1999) e do centralismo democrático (2003) não são certamente alheias a este “re-nascimento”. Este percurso singular merece a nossa atenção e deve ser objecto de uma profunda reflexão.

Aqui o documentário da rica história da organização, que se confunde com a história do nosso país vizinho:

Posted in * | Com as etiquetas : , , , , , , , | 2 Comments »