OLHE QUE NÃO

olhequenao.wordpress.com

PRIMEIRO DE MAIO (III)

Posted by J. Vasco em 01/05/2011

«Digam à minha neta! Digam-lhe que ela tem razão! Um homem só não vale nada! Ouve-se como que um gemido soltado por dezenas de bocas, e os camponeses atiram-se para diante.»

Manuel da Fonseca, Seara de Vento

3 Respostas para “PRIMEIRO DE MAIO (III)”

  1. maia said

    Digamos, então, a todos os avós que digam aos seus netos que é a união que faz a força e que leiam este grande escritor! É uma forma de enriquecer!

  2. José Terra said

    O Manuel da Fonseca devia ser lido por todos os trinetos, bisnetos. netos, filhos, pais, avós, etc. e tal. Resumindo: por toda a gente. E lido aos que não sabem ler…

  3. João Valente Aguiar said

    o livro que levou o Alentejo e a epopeia do seu operariado até mim. Amo o Manuel da Fonseca só por isso. E é um dos melhores romances portugueses do século XX. O livro é espantosamente cinematográfico.

    abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: