OLHE QUE NÃO

olhequenao.wordpress.com

Archive for 1 de Maio, 2011

PRIMEIRO DE MAIO (III)

Posted by J. Vasco em 01/05/2011

«Digam à minha neta! Digam-lhe que ela tem razão! Um homem só não vale nada! Ouve-se como que um gemido soltado por dezenas de bocas, e os camponeses atiram-se para diante.»

Manuel da Fonseca, Seara de Vento

Posted in Manuel da Fonseca | Com as etiquetas : | 3 Comments »

SERÃO BRAÇOS DE IRMÃOS

Posted by Patrícia B. em 01/05/2011

Deixa lá, companheira!

Que havemos de fazer?

Fecharam-nos a porta e quase nos cuspiram.

Pisaram-te e, a mim, vergastaram-me as mãos.

Deixa lá! Deixa lá! Eu beijarei teus pés

e tu farás sarar as minhas mãos.

Para lá da última casa ainda há terra

e céu e água e luz…


Ainda há vida para lá.

               

Deixemos para eles o som vazio das gargalhadas

e a luxúria do oiro.

Ainda há vida para lá.

O nosso horizonte é mais vasto em cada instante.

A nossa voz mais rica em cada instante.

O nosso querer mais certo em cada instante.

Ainda há vida para lá.

Sigamos nossa rota, companheira.

Enxugarei teu rosto com cuidado.

Tu farás o meu canto.

E para além das barreiras do tempo

milhões de homens nos esperam com os braços abertos,

que desde a primeira hora serão braços de irmãos.

Mário Dionísio(1916-1993), O homem sozinho na beira do cais

Posted in Mário Dionísio | Com as etiquetas : | 3 Comments »

PRIMEIRO DE MAIO (II)

Posted by J. Vasco em 01/05/2011

Diego Rivera, Desfile do 1º de Maio em Moscovo, 1956

Posted in Diego Rivera | Com as etiquetas : , | Leave a Comment »