OLHE QUE NÃO

olhequenao.wordpress.com

Archive for 18 de Novembro, 2010

«OS TRABALHADORES ESTÃO UNIDOS E DISPONÍVEIS PARA A LUTA»

Posted by J. Vasco em 18/11/2010

O Olhe Que Não dá hoje início a uma série de entrevistas com dirigentes sindicais e membros de comissões de trabalhadores, que se encontram, neste momento, em intensa fase de preparação da greve geral do próximo dia 24 de Novembro. Para além da participação dos editores do blog, enquanto trabalhadores, na greve, decidiram eles contribuir também para o sucesso dessa grande luta dando voz aos seus mais destacados construtores, que, de resto, sentem e vivem no dia a dia o pulsar real do movimento.

Para conhecermos de mais perto as dinâmicas que o atravessam e que o estruturam, ficamos de seguida com as palavras e as reflexões de Jorge Alves, elemento da comissão de trabalhadores do Metropolitano de Lisboa, como se sabe uma das mais importantes empresas de transportes da malha urbana e suburbana de Lisboa.

 

OLHE QUE NÃO – No âmbito da presente ofensiva geral contra os trabalhadores, plasmada nas várias versões do PEC e na aprovação do OE para 2011, de que forma são e serão afectados especificamente os trabalhadores do Metropolitano de Lisboa?

JORGE ALVES – Os trabalhadores da nossa empresa, tal como de todas as outras do sector empresarial do estado, sofrem um impacto financeiro muito pesado, quer nos salários, quer nos subsídios de refeição, quer nos abonos de trabalho nocturno. Isto para além do que acontece a todos os outros trabalhadores com o aumento do IVA, da inflação e do IRS.

Dos cortes directos no vencimento e nos subsídios, estimamos que em média os trabalhadores da nossa empresa são roubados em mais de 18%.

Quanto a uma outra importante questão, temos vindo a alertar para que, do ponto de vista dos princípios, esta medida é uma clara violação do direito à livre negociação e à autonomia de cada empresa. Note-se que o salário que temos hoje não foi tirado a ninguém, resulta de uma negociação em que a empresa e os sindicatos acordaram que para um conjunto de tarefas e responsabilidades que os trabalhadores têm merecem em contrapartida uma remuneração determinada, que agora unilateralmente querem alterar.

Reparemos que nos tiram no salário, mas mantêm todas as tarefas e responsabilidades que temos.

Leia o resto deste artigo »

Posted in Greve Geral | Com as etiquetas : , | 1 Comment »

A GREVE GERAL EM MARCHA (III)

Posted by J. Vasco em 18/11/2010

AMADORA, 18 DE NOVEMBRO DE 2010

Posted in Greve Geral | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

A GREVE GERAL EM MARCHA (II)

Posted by J. Vasco em 18/11/2010

Posted in Greve Geral | Com as etiquetas : | Leave a Comment »