OLHE QUE NÃO

olhequenao.wordpress.com

A LEI QUE LIBERTA

Posted by J. Vasco em 03/10/2010

A dogmática do liberalismo é hoje servida em doses tais; os seus recauchutados ídolos e bezerros de ouro oferecidos para esperada adoração perpétua com uma insistência tal; a sua liturgia sacra entoada por um tão estridente coro – que mesmo as perspectivas que visam manter e reforçar o sistema capitalista, mas que entretanto não se enquadram em todos os seus aspectos no liberalismo tout court, vêem-se atiradas para o reino da nocividade e da subversão.

É assim que não é de admirar que um destes dias um cura, por exemplo, como o «oitocentesco» Lacordaire venha a ser considerado, pelos liberalóides de turno, um «perigoso socialista». Muito embora, durante a sua vida, se tenha dedicado à defesa paciente e sem hesitações da ordem vigente, não hão-de perdoar ao presbítero tê-los posto a nu, particularmente ter ousado desmascarar, com frases simples, a falsidade da «liberdade» burguesa que diariamente apregoam, seja a partir da cátedra, do pasquim ou do ministério: «entre o forte e o fraco, entre o rico e o pobre, entre o amo e o servo, é a liberdade que oprime e a lei que liberta» («entre le fort et le faible, entre le riche et le pauvre, entre le maître et le serviteur, c’ est la liberté qui opprimme et la loi qui affranchit»)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: