OLHE QUE NÃO

olhequenao.wordpress.com

LÁ DO ALTO DA ACRÓPOLE PARA O MUNDO

Posted by J. Vasco em 05/05/2010

«Em que relação se encontram os comunistas com os proletários em geral?

Os comunistas não são nenhum partido particular face aos outros partidos operários.

Não têm nenhuns interesses separados dos interesses do proletariado todo.

Não estabelecem nenhuns princípios particulares  segundo os quais queiram moldar o movimento proletário.

Os comunistas diferenciam-se dos demais partidos proletários apenas pelo facto de que, por um lado, nas diversas lutas nacionais dos proletários eles acentuam e fazem valer os interesses comuns, independentes da nacionalidade, do proletariado todo, e pelo facto de que, por outro lado, nos diversos estádios de desenvolvimento por que a luta entre o proletariado e a burguesia passa, representam sempre o interesse do movimento total.

Os comunistas são, pois, na prática [praktisch], o sector mais decidido, sempre impulsionador, dos partidos operários de todos os países; na teoria, eles têm, sobre a restante massa do proletariado, a vantagem da inteligência das condições, do curso e dos resultados gerais do movimento proletário.

O objectivo mais próximo dos comunistas é o mesmo do que o de todos os restantes partidos proletários: formação do proletariado em classe, derrubamento da dominação da burguesia, conquista do poder político pelo proletariado.

As proposições teóricas dos comunistas não repousam de modo nenhum em ideias, em princípios, que foram inventados ou descobertos por este ou por aquele melhorador do mundo.

São apenas expressões gerais de relações efectivas de uma luta de classes que existe, de um movimento histórico que se processa diante dos nossos olhos.».

 

Karl Marx & Friedrich Engels, Manifesto do Partido Comunista, 1848

 

2 Respostas para “LÁ DO ALTO DA ACRÓPOLE PARA O MUNDO”

  1. João Valente Aguiar said

    Grandes camaradas gregos! O KKE é, sem dúvida, o Partido Bolchevique actual. Não por causa da foto – que é espantosa – mas pela sua linha política coerente e orientada para a luta pelo socialismo. Sem perder os pés do chão da luta concreta, interliga-a com a luta pelo socialismo. E isso, que pode parecer simples, é, de facto, mto complexo de concretizar. Veja-se o número de Partidos que hoje fazem isso…

    O texto que publicas reflecte a mesma preocupação manifestada acima. Como um Partido se apresenta de vanguarda, não apenas na teoria mas na prática, não apenas na luta democrática mas na luta de mobilização das massas pelo socialismo? É essa a tarefa constante dos comunistas prepararem(-se para) a revolução.

    Um abraço!

    • J. Vasco said

      O mais admirável no KKE é, como dizes, a sua linha coerente rumo ao socialismo, a unidade dialéctica entre as tarefas imediatas e a transformação estrutural da sociedade. E, também como dizes, isto que parece simples de dizer e de enunciar, é no entanto extremamente complicado, complexo e difícil de concretizar.
      E, no caso do KKE, é tanto mais admirável, quanto eles estão rodeados, pela própria dinâmica social, de apelos ao reformismo, por um lado, e ao anarquismo alter-globalista, por outro. Faces da mesma moeda, portanto.
      Sim, a fotografia é espantosa. Sobretudo, porque aquela iniciativa é ela própria grandiosa. A foice e o martelo a drapejarem na Acrópole, o apelo à luta contra a resignação reinante, o apontar do caminho da revolução social – reflectem um grande poder de mobilização e um forte enraizamento popular.
      Abraço!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: