OLHE QUE NÃO

olhequenao.wordpress.com

Archive for 30 de Abril, 2010

O QUE É O PAÍS?

Posted by Patrícia B. em 30/04/2010

Já não há palavras para descrever o estado lastimável a que chegaram as mais tristes figuras deste país. E, não, o país não é o país dos senhores Passos Coelho e José Sócrates, porque para eles, pelos vistos, “o país”, como referem para nunca se comprometerem com palavras dirigidas às pessoas, ao povo (ai, que termo escandaloso, antiquado, sectário) que é quem realmente é afectado com este estado de miséria a que assistimos.

Ontem à noite, na Sic Notícias, Valter Lemos era entrevistado e dizia que a razão desta vergonhosa diminuição do subsídio de desemprego era a “saída mais rápida da situação de desempregado”. Pois, um desempregado a ganhar 75% do seu último salário já nem chega a sair da situação de desempregado porque apenas não consegue sobreviver!

O jornalista interrompia e dizia: “mas o subsídio de desemprego não é nenhuma regalia, o trabalhador descontou para ter esse direito…” Aqui está o jornalismo a cumprir a sua função principal: informar! Uma simples informação que ainda não chegou a todos, que ainda não chegou principalmente a quem tem mais possibilidades de estudar os compêndios de economia, de ler os tais dossiês e não o faz…propositadamente.

Paulo Portas é agora o visionário, a inteligência que comanda, o que está sempre pronto a antecipar ideologicamente todas as medidas, desde que sejam contra os pobres, os trabalhadores, os desempregados, os imigrantes, e, claro, a favor da lavoura, do mar, dos submarinos, das armas, da segurança dos senhores que por aí andam.

Paulo Rangel, qual Portas renovado, fala do “espírito patriótico” que sente ao ver os maiores responsáveis por esta tão desmedida medida reunidos em nome do… País! Lamento, mas o que as pessoas que dependem do seu trabalho para viver e dos subsídios para durante alguns meses sobreviverem porque foram despedidos, o que estas pessoas sentem é o contrário do patriotismo, é a revolta e a indignação por partilharem a mesma terra e o mesmo ar com estas tristes figuras.

Amanhã vamos todos para a rua! 1º de Maio, dia do trabalhador, a nós não nos param!

Anúncios

Posted in * | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

ACT… O QUÊ?

Posted by * em 30/04/2010

Há coisas muito estranhas em Portugal: como é que inactores, desactores, anti-actores como Ruy de Carvalho e Nicolau Breyner não só são considerados actores, mas até aclamados como “bons actores”? Aquilo que eles pretendem apresentar, ao longo de décadas, como trabalho de actor não é mau, aquilo é, falando à maneira brasileira, muito mas muito ruim mesmo! Aquilo não tem nada de nada de trabalho de actor. Estes senhores, estejam em que papel estiverem, estão sempre e apenas a representar, na melhor das hipóteses, os papéis de Ruy de Carvalho e Nicolau Breyner. Não conseguem sair de si, transcender-se, para representarem seja que personagem for. Nem chegam a ser maus actores porque não chegam sequer a ser actores. Porque será que pessoas que vão parasitando ao longo dos anos na cultura portuguesa, que envergonham a cultura portuguesa, são aclamados? Talvez devido aos contactos, ao seu percurso político, talvez devido à falta de alternativas, talvez…

Desisto, não consigo encontrar a causa. Aceitam-se explicações de tão estranho fenómeno.

Posted in Ruy de Carvalho e Nicolau Breyner | Com as etiquetas : | Leave a Comment »